segunda-feira, 4 de maio de 2009

O Internacional, e seu "favoritismo".


Não! Em absoluto!

O Colorado tem um grande time de futebol, mas...Eu disse MAS, o favoritismo só vale até o árbitro autorizar a gorducha rolar, e o tal "favoritismo" deve ser confirmado jogo a jogo. O Colorado gaúcho desde 2005 vem sendo apontado como um dos principais candidatos ao Campeonato Brasileiro, mas em nenhum dos anos apesar de algumas excelentes campanhas, confirmou seu favoritismo.

Esse ano tem tudo para acontecer, o clube esta calejado, e já se vacinou contra alguns vacilos nos pontos corridos. Claro que ao lado do Inter tem outros grandes candidatos: São Paulo (sempre), Corinthians, Palmeiras e Cruzeiro. Acho que dificilmente o título brasileiro irá fugir das mãos de um destes 5, já incluindo o Internacional.

Mas gostaria de fazer um paralelo entre o Inter e o time da "moda": o Corinthians. Na verdade um tira teima, para ver quem tem o melhor time de futebol.

Goleiro: Felipe é melhor que Lauro.

Lateral direito: Alessandro no momento esta melhor que o Bolivar.

Zagueiro: Índio joga mais que Chicão.

Zagueiro: Willian por sua vez é melhor que Álvaro.

Lateral esquerdo: Kleber é melhor que André Santos, mas o momento é do corinthiano.

1º Volante: Sandro é melhor que Cristian.

2º Volante: Guinazu é melhor que Elias.

3º Homem do meio: Magrão é muito mais completo que Douglas.

4º Homem do meio: D'Alessandro "esmirilha" o Jorge Henrique.

Atacante: Taison joga mais que Dentinho.

Atacante: Ronaldo estando 100% fisicamente joga mais que qualquer atacante da galáxia, mas como não é o caso, sou mais Nilmar.

Sobre os treinadores.

Acho o Mano Menezes um excelente treinador, mas também considero o Tite um baita técnico. Talvez se analisarmos o histórico dos dois, o Mano leva vantagem por vir em uma sequência de bons resultados a 3 ou 4 anos. Mas como o momento do Tite é mágico, e o critério que usei foi o MOMENTO de cada um, não tenho como apontar quem esta melhor. Então ficamos em um empate técnico e vai um ponto pra cada lado.

Juntando as duas equipes, o time fica assim:

Felipe, Alessandro, Índio, Willian e André Santos, Sandro, Guinazu, Magrão e D'Alessandro, Taison e Nilmar.

cnico: A critério.

Resultado final: INTER 8 X 5 CORINTHIANS

Enfim, na teoria deu Inter. Na prática, temos um campeonato inteiro para saber.

5 comentários:

Igor sausmikat disse...

concordo com mta coisa que vc falou,mas só discordo de compara elias com guinazu!elias ainda é melhor que guinazu!
e podia ter empate técnico pois mano e tite são bons!agora de dirigente o inter sai na frente do que o andrés sanches pilantra!
o magrão aparece mais que o douglas,poderia definir assim o duelo dos dois!e eu sou mais nilmar do que ronaldo gordo!a unica coisa que presta no ronaldo foi que fez uma vinheta no panico apenas que é legal: ronaaaldo!hahaha pq o resto eu sou mais nilmar!
abraço!

Felipe Cunha disse...

Valeu por participar Igor!

Mas te digo uma coisa sem sombras de dúvidas: Para o Elias ser melhor que o Guinazu ele vai ter que comer muito feijão com arroz!

Pedro Rafael Marques disse...

Eu não desprezaria, um meio campo composto por: Elias, Guiñazu, D´Alessandro e Morais.

O Mano é muito mais treinador do que o Tite, pois só trabalhou com times fracos, enquanto o Tite só obteve conquistas com times qualificados.

Alexandre Oliveira disse...

Bom, discordo em alguns pontos de vista, por exemplo: Alessandro melhor que Bolívar? Nem em pesadelo, aliás, quem é Alessandro? Na minha opinião a equipe ficaria assim: Lauro (muito por desprezo ao Felipe, não vejo nenhuma qualidade neste goleiro), Bolívar, Indio, Chicão e André Santos; Sandro, Guinazu, Magrão e D'Alessandro; Nilmar e Ronaldo.

Abraços!

Felipe Cunha disse...

Alexandre, eu não disse que o Alessandro é melhor que o Bolivar. Eu disse que ela ESTÁ melhor que o Bolivar, o momento do Bolivar ainda é irregular, mas é muito bom jogador, alias num todo ele é melhor que o Alessandro.

Pedro, essa história é lenda. O único time fraco que o Mano treinou era o Grêmio da segundona, mas era uma competição fraca também. Os times do Grêmio de 2006 e 2007 eram boas equipes, com algumas carências, mas no geral eram boas.