segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

A VERDADE DEVE SER DITA!


Depois de 3 meses sem escrever sobre futebol resolvi voltar a fazer uma das coisas que mais gosto, justamente escrever sobre futebol! O que esta me motivando a dedilhar sobre estas linhas novamente, é o assunto da hora: O massacre do Barça sobre o Santos.

Entretanto não vou falar exclusivamente sobre o jogo em si, isto todos estão falando. Quero escrever sobre algumas "verdades" e convicções que estão sendo ditas tentando justificar a falta de brio dos santistas, para não dizer a falta de "colhões" mesmo.

O chororô do momento é esplanar que o "futebol arte" do Brasil não existe mais, que isso hoje pertence a outras fronteiras. A pergunta é: Quando o futebol circense do Brasil ganhou alguma coisa no futebol moderno? A resposta é simples, NUNCA!

Querem me enfiar goela abaixo que o Santos do Pelé, Flamengo do Zico, Botafogo do Garrincha e outros esquadrões históricos faziam o que Barça de Messi faz, UMA PINÓIA! Todos estes times não sabiam marcar, porque não precisava marcar! Se jogava um futebol lúdico, onde gordinhos como eu eram jogadores profissionais. Era uma época em que o Pelé em final de Copa do Mundo caminhou em campo e ninguém fez nada. Se jogava futebol apenas com a bola, quem não tinha bola trotava para não cansar.

Os saudosistas lamentam: - "Hoje em dia é só burucutu. Craques eram Pelé, Coutinho e Pepe". E obviamente que a lista de craques não se resume estes três nomes, se você deixar os mais "experientes" te listam dúzias de "craques".

A verdade que ninguém diz, é simples: Era fácil ser craque! Existia espaço para jogar, não se exigia a velocidade de raciocínio que se exige no futebol moderno. Pelé fez o que fez, por um único motivo: Ele foi atleta em uma época que ninguém era! E por isso deitou e rolou pelo mundo a fora! Ou alguém acha que nos dias de hoje o atleta do século faria mais de 1200 gols? Pelé foi gênio não pelo que jogava, mas porque ele foi um visionário. Hoje, Pelé seria um grande jogador, porém seria do nível de tantos outros que vimos e vemos nos campos pelo mundo.

Voltando a vaca fria, voltando ao melhor time do mundo. Ou melhor, o Barcelona de GUARDIOLA não é melhor time do mundo, é o melhor time de TODOS OS TEMPOS! Messi e cia fazem o que o Santos de Pelé fez, porém eles fazem isso dentro de um futebol extremamente competitivo. Onde a dificuldade de se jogar futebol é elevada na décima potência. Por isso eu cravo: Este Barcelona é o maior time já visto dentro do esporte!

Dificilmente o Santos venceria este time fabuloso, mas o mínimo que se esperava era entrega, luta, dedicação gana, raça! Sangue nos olhos! Pergunte a um Santista se ele ficou feliz com a postura do "Seu Ganso" em campo? Qualquer torcedor aceita uma derrota, desde que ela seja com dignidade, com luta!

É redundante dizer que este Barcelona 2012 é melhor que a versão 2006, mas não vamos transformar um time com Ronaldinho, Deco entre outros craques em uma equipe qualquer. Era um timaço, era a base de hoje e também era o melhor do mundo do momento. A diferença é que o Internacional não foi ao Japão assistir um grande time de futebol, o Internacional foi a campo a morrer, os atletas colorados encaram a camisa azul e grená como um prato de comida. Já o Santos parece que estava de barriguinha cheia, e na hora do jogo resolveu tirar uma sesta.

Feliz Natal e grande ano novo a todos!

E era isso!

domingo, 11 de setembro de 2011

O MAIOR DE TODOS!


Minhas primeiras lembranças como torcedor de futebol são da Copa de 86, eu tinha apenas 6 anos, mas lembro bem da derrota brasileira nos penaltis para a França, eterno algoz verde e amarelo. Já em relação ao Inter, recordo perfeitamente da derrota colorada na final da Copa União em 87 para o Flamengo de Bebeto, Renato e cia. Portanto, sou um apaixonado por futebol e principalmente pelo INTERNACIONAL a uns 25 anos.

Vi grandes jogadores passarem pelo Inter nesse período, e tratando exclusivamente da "centroavância" lembro com saudades de Amarildo, Nilson, Gerson, Leandro Machado, o "Zoreia", Jesus Christian, Alexandre Pato, "Nilmaravilha", Fernandão, etc. Enfim... Vários matadores que tiveram sua época.

Maaaaasssss, nenhum deles é tão arrasador, tão endemoniado, tão preciso, tão letal quanto LEANDRO DAMIÃO! Já escrevi outras vezes sobre este MONSTRO, mas depois dos 3 gols feitos diante do Palmeiras no Pacaembú não tem como não reverenciar o maior centroavante que EU VI com a camisa do Internacional!

Particularmente já sofro por antecipação pela sua provável venda na próxima janela, e como eu, sei que a nação vermelha também me acompanha neste sentimento. LEANDRO "GOL" DAMIÃO é demaaaaiiissss!!!!

Se fechar a casinha lá atrás, podem apostar, Damião vai colocar o Inter nas cabeças neste campeonato.

CRAQUE, sem mais!

E era isso!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

EM BUSCA DO EQUILÍBRIO


A vitória do Inter sobre o lanterna era uma obviedade, na verdade deveria ser, mas os resultados malucos deste campeonato provam que não existe "jogo jogado". Entretanto, tudo ocorreu dentro da normalidade, e quem foi ao Gigante assistiu uma bela goleada Colorada sobre o América.

Ofensivamente foi uma atuação luxuosa do Internacional. O trio Oscar, D'Alessandro e Damião esbanja qualidade, poucos clubes brasileiros tem a disposição jogadores desta categoria. Já em relação a defesa não podemos dizer a mesma coisa.

O time de Dorival tem um dos melhores ataques da competição, com jogadores como estes dificilmente o Internacional sai de uma partida sem balançar as redes. O grande problema é lá atrás. Da mesma maneira que o Inter faz muitos gols, também leva muitos gols.

A missão de Dorival Jr. é buscar este equilíbrio, estancar a defesa vermelha. Se neste segundo turno Muriel for melhor protegido e por consequência tomar menos gols, fatalmente o Internacional belisca alguma coisa na parte de cima da tabela. Caso contrário os colorados continuarão mantendo a irregularidade e o resto do ano será moroso, melancólico e sem maiores anseios.

Rodrigo Moledo deu azar, jogou bem, fez gol, mas se machucou. Será que Bolivar volta?

E era isso!

domingo, 4 de setembro de 2011

13 PONTOS


Analisando os jogos do Internacional pelo Campeonato Brasileiro deste ano, cheguei a conclusão que foram desperdiçados 13 pontos de maneira no mínimo inaceitável. Se somarmos estes pontos perdidos aos 29 conquistados até agora, o Inter teria 42 pontos e seria líder absoluto da competição.

Os jogos que lamento são os seguintes:

Santos 1 X 1 Inter - O Peixe jogou com o time reserva, naturalmente o Inter deveria ter vencido.

Inter 0 X 1 Ceará - Sem comentários.

Inter 0 X 0 Atlético-GO - Em casa não dá para perdoar adversários deste porte.

Bahia 1 X 1 Inter - Esse jogo estava na mão, né Tinga?

Inter 3 X 3 Santos - Sem comentários.

Ceará 1 X 1 Inter - Teve todas as oportunidades para matar a partida, né Jô?

E não levei em consideração três jogos DENTRO DO BEIRA-RIO que o Internacional não venceu: Palmeiras, São Paulo e Flamengo.

O empate contra o Coxa no Paraná e as derrotas para Vasco, Fluminense e Corinthians fora de casa também foram desconsideradas por se tratarem de resultados "normais".

Sendo ainda mais compreensivo, se destes 13 pontos que Inter jogou no lixo fossem conquistados pelo menos 8, hoje o Internacional estaria entre os classificados a Libertadores da América.

É mole?

E era isso!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

2012


O Inter ao mesmo tempo que me enche de orgulho por suas conquistas, também tem o dom de me tirar do sério. É impressionante! Como um time que esta goleando por 3 a 0, permite o empate em 10 minutos? E pior, por pouco não toma o 4º gol!

É no mínimo revoltante!

A parte boa, é que o Internacional mostrou ser um time forte, até tomar o primeiro gol. Enfrentou uma grande equipe cheia de craques, e conseguiu ao natural fazer 3 gols. O problema é que mesmo o colorado sendo uma equipe de qualidade, se mostra muito irregular, inconstante e acaba não passando confiança ao seu torcedor.

O Inter está cheio de jogadores de qualidade. Quem no Brasil tem opções como Damião, Oscar, D'Ale, Kleber, Elton, Nei, Andrezinho, Muriel, etc? Garanto que poucos.

Em contra-partida, quem tem um "Bolivar"? Qual outro clube brasileiro escala um jogador apenas por biografia? Chega de carteiraço no Beira-Rio! Chega! Bolivar é ídolo, é o capitão de grandes conquistas! Mas, o tempo passa. E momento do General já passou. Jogadores como Muriel, Juan, Elton, Delatorre, João Paulo já mostraram que podem tranquilamente jogar, mostraram capacidade, estão prontos!

Espero que o salseiro de Borges tenha sacramentado a saída de Bolivar do time titular. Não dá mais. Índio acaba sendo criticado por tabela, quando quem esta há muito tempo comprometendo a defesa é o capitão colorado. E detalhe, os erros de Bolivar acontecem em todos os jogos. TODOS!

O ano vermelho esta praticamente fechado, particularmente minhas esperanças de chegar ao G4 foram por água abaixo no trágico empate diante do Santos. Sei que o campeonato apresenta uma série de surpresas, mas acreditar que o Inter consiga chegar na parte de cima da tabela com toda esta irregularidade apresentada, é muito difícil.

O negócio é pensar em 2012. Infelizmente.

E era isso!

domingo, 28 de agosto de 2011

JUSTO


Fui ao Olímpico assistir o GRENAL 388 com a certeza do favoritismo colorado, não tinha como negar que o candidato a vitória no clássico era o Internacional.

Entretanto, eu não tinha um bom sentimento em relação ao jogo. Esse negócio de ser FAVORITAÇO é muito complicado, e deu no que deu. O Grêmio venceu com justiça, jogou melhor e mereceu o resultado.

A leitura do jogo de Dorival Jr. foi perfeita. O Inter entrou em campo para jogar e o Grêmio para DECIDIR. E foi justamente isso que aconteceu. O Grêmio correu mais, mordeu mais, jogou mais e conquistou a vitória porque desejou ela mais que o Internacional.

Teve salto alto vermelho? Não. O que existiu foi relaxamento natural depois de uma grande conquista. E do lado azul houveram uma série de situações que impreguinaram os jogadores gremistas com a gana de vencer.

Bom, tem gremista suficiente nesse blog para se manifestar sobre a atuação tricolor. Basta eles aparecerem. Vou falar sobre o Internacional.

Além da grande atuação do Grêmio, os desfalques de D'Alessandro e principalmente do Nei foram fundamentais para o resultado do jogo. Escudero fez o que quis com Glaydson, foi constrangedor.

E por mais que Andrezinho seja bom jogador e é, D'Alessandro é D'Alessandro. O gringo gosta de jogos assim, gosta de clássico, cresce na fumaça, e tem uma trajetória vencedora em GRENAIS. Fez muita falta.

Delatorre ainda esta muito verde para ser titular, tem qualidades, mas não esta pronto. Precisa pegar mais cancha para enfrentar um jogo da envergadura de um GRENAL. Jô que entrou no seu lugar parece que desaprendeu a jogar futebol, acredito que seja pela falta ritmo de jogo. Assim espero.

No mais faltou ao Inter empatar o jogo na gana, na raça, na doação ao jogo. Se tivesse feito isso, a qualidade colorada iria prevalecer.

Parabéns Grêmio, mereceu.

E era isso!

sábado, 27 de agosto de 2011

QUEM É O FAVORITO ???





O clássico de domingo próximo é um dos poucos na história do greNAL que há uma disparidade tão grande entre os protagonistas. O Inter que vem de uma conquista única para o futebol gaúcho, igualando-se ao São Paulo com 2 títulos da Recopa Sulamericana e o Grêmio que luta para não cair mais uma vez para a Segunda Divisão do campeonato nacional.
Ando muito tranquilo em relação ao futebol e posso dizer que realmente algo de muito errado está acontecendo na Azenha e não é com o TIME do Grêmio, pois ao meu ver tem sim um bom time. Não diria que para disputar vaga na Libertadores, muito menos o título. Mas com certeza o time tricolor tem qualidade suficiente para passar ao largo da disputa do Z-4. Falta ainda alguma coisa que o Juarez com certeza vai arrumar.
No lado colorado, tudo é festa e alegria. E por esse motivo, permanece o sentimento histórico de torcida, imprensa, dirigentes e comissão técnica, aquele velho discurso de que no greNAL não existe favorito. Como o nosso blog não faz parte dessa corja. Eu afirmo o que muitos tem medo de dizer: o INTERNACIONAL é franco favorito para golear o tricolor. Repetir os 5 x 2 tão presentes em nossa memória sempre que se fala de greNAL. Por que insistem com esse negócio de ficar em cima do muro ?

O Inter tem o melhor centroavante do Brasil. Tem o homem greNAL em pleno vigor (Índio). Tem o menino de ouro, Oscar. Um dos melhores goleiros do Brasil, Muriel. Ou seja, temos pelo menos um monstro em cada posição do campo. E teremos um protagonista fora das 4 linhas que faz exatamente o que qualquer um de nós aqui faria. Treina de forma simples e com coragem. Dorival mostrou contra Flamengo e Independiente que o famoso "feijão com arroz" funciona muito bem. Dorival não inventa, sabe que o grupo é qualificado e sabe tirar o máximo proveito disso. Então baseado em todas essas constatações é quase impossível não aceitar que o time do Inter chega muito mais preparado e confiante para levar os 3 pontos no clássico e afundar de vez o tricolor gaúcho e despachá-lo para o seu verdadeiro lugar que seu presidente exalta toda vez que tem oportunidade.

Acho que era isso...Saudações...!!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

QUEM SABE É O TEMPO...


Se o tempo tivesse vida, se o tempo tivesse algum tipo de forma física, eu afirmaria que seria o ser mais sábio do universo. Ninguém sabe mais que o giro do relógio ou que o dia a dia do nosso calendário de geladeira, ninguém. Com o passar do tempo compreendemos os "porquês" das coisas. Aquilo que num determinado momento consideramos um erro, algo inútil, vemos mais tarde em algum momento que não era bem assim.

Entenderam? Não? Mais ou menos? Talvez?

Eu explico.

Estou falando do projeto Inter B.

Quando o Inter sofreu a eliminação do 1º turno do gauchão deste ano nos penaltis para o Cruzeirinho, o ex-vice de futebol Roberto Siegmannn liquidou com o Projeto Inter B. Na época dei razão ao velho Bulldog, inclusive aqui mesmo neste espaço disse isso. Naquele momento o projeto havia perdido seu foco, havia se transformado num arsenal de jogadores de baixa qualidade.

Entretanto, analisando atualmente a equipe colorada vemos que o Inter B foi fundamental para o Internacional. Vamos lembrar que "Leandro Damimonstro" foi contratado do Atlético de Ibirama-SC para o Inter B. Se não existisse o extinto projeto é bem provável que o Inter não contratasse o jogador, afinal de contas o garoto sem base e recém saído da várzea paulista não teria espaço no grupo principal.

Podemos citar também Elton, hoje titular do Inter, o volante ficou muito tempo no "B" se preparando para uma oportunidade. Muriel, Moledo, Juan, Zé Mario, Oscar, João Paulo, Delatorre entre outros da mesma forma.

Se puxarmos da memória vamos ver que desde que Fernando Carvalho criou o Inter B, tivemos vários jogadores de sucesso que passaram por lá. Poucos lembram, mas Alex Raphael depois de uma de suas lesões passou por um período no Inter B para recuperar sua forma. E um dos focos do projeto também era esse, dar sequência para quem por um motivo ou por outro estivesse afastado do grupo principal.

Hoje em dia o projeto parece estar ainda vivo no Beira-Rio, só que agora com outro nome: Equipe sub-23. Isso é muito bom, se o Internacional é um grande papão de títulos deve muito para suas categorias de base. Nos últimos anos ninguém no Brasil, ou melhor, ninguém no MUNDO revelou tantos jogadores de qualidade como o Inter. E destes tantos que foram revelados e que hoje desfilam pelos gramados do planeta, boa parte passou pelo bom e velho Inter B.

Então podemos com convicção dizer que Roberto Siegmann colocou os pés pelas mãos. Talvez naquele momento devesse rever o projeto se desfazendo de jogadores sem futuro, mas não extingui-lo.

É... O tempo provou mais uma vez que Fernando Carvalho tinha razão.

E era isso!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

BI-CAMPEÃO E A LENDA VERMELHA!


Depois da segunda Recopa conquistada pelo Internacional é inevitável não falar sobre Leandro Damião. Todos os adjetivos que forem utilizados para referir o goleador colorado, todas as suas qualidades que forem valorizadas, tudo será uma redundância. Só se fala em Leandro Damião, a nova coqueluche do futebol brasileiro, e por que não mundial. Damishow, Damibike, Demonião, Damigol, Damimonstro, etc. D9, não existe! D9, é matador!

Desta forma prefiro e acho justo falar sobre outro jogador. Quero enaltecer o maior vencedor da história do Sport Club Internacional. Um cara que veio do nada, que saiu da roça para fazer história com a camisa que pertenceu a Dom Elias Figueroa, para muitos o maior de todos.

Estou falando de Marco Antônio de Lima, ou simplesmente, o Índio. Desde de sua chegada ao Beira Rio em 2005, já são 306 jogos, 28 gols (boa parte em grenais) e "SÓ" 13 títulos. É brincadeira?! O camisa 3 é uma verdadeira "múmia", faixas, medalhas, taças, glórias, são rotinas na vida do zagueiro artilheiro.

Sejamos sinceros, quantas e quantas vezes já aposentamos o Índio? E a ironia é que aos 36 anos o homem esta voando! Jogando muito! IMPRESSIONANTE! Quando pensamos: - "Agora deu né Índio, chega!" O cara vai lá e cala a boca de muitos, inclusive a minha.

Peço encarecidamente para o torcedor do Inter valorizar mais esse cara, Índio merece todas as homenagens e todo o carinho da nação colorada. Índio é ídolo! É um mito, uma verdadeira lenda colorada.

Definitivamente aprendi uma lição: Nunca, eu disse: NUNCA! Nunca mais, duvide do Índio.

Pra cima deles Índião!

E era isso!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

RUMO AO BI!


Dorival Jr. vem se mostrando um treinador "diferente". Sai da mesmice, das escalações convencionais e tenta algo fora do "chato padrão" adotado pela maioria dos treinadores brasileiros.

Para a decisão da Recopa, 99% dos técnicos iriam adotar uma postura cautelosa, mandar a campo uma escalação mais conservadora. É sempre assim. Dorival não, o comandante colorado irá "lançar" em uma competição continental o garoto Delatorre. É o mais indicado? Talvez não, mas Delatorre atualmente é a melhor opção para ser parceiro do MONSTRO D9. E se o garoto é a melhor alternativa, tem que jogar.

O fato é que se por ventura o Inter não sair com o título, uma coisa é certa: Não será pela escalação. Os 11 escolhidos para a batalha estão muito próximos do melhor que pode ser visto no Beira-Rio. Podemos discutir uma posição ou outra dos volantes para trás, mas o quarteto final, que é quem normalmente decide... Esta perfeito. Que tenham sorte Muriel, Nei, Bolivar, Índio e Kleber, Elton, Guinazú, Oscar e D'Alessandro, Delatorre e Leandro Damião.

O torcedor colorado esta acostumado a este tipo de decisão, não é novidade. Portanto, já estão preparados para um jogo difícil, truncado, peleado e com muita catimba argentina. O Independiente já mostrou ser uma equipe valorosa e com muita disposição, normal se tratando de time portenhos.

O Beira-Rio estará pegando fogo, a pressão será enorme pra cima dos hermanos, o caldeirão vai ferver. Se tudo ocorrer dentro de uma normalidade, mais uma vez o Internacional erguerá uma Copa Continental. Porém, o colorado esta em desvantagem e o futebol não é um esporte "normal", então tudo pode acontecer. Não vamos esquecer o Peñarol... O Indepediente merece muito respeito.

Como de costume, estarei lá. Em pé nas arquibancadas, torcendo, gritando, pulando, chingando, chutando... E seu Deus quiser me emocionando com mais uma grande conquista vermelha.

E era isso!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

D9 - O MAIOR DE TODOS!


Se faltava alguma coisa para Leandro Damião entrar definitivamente no hall dos grandes jogadores do futebol mundial, não falta mais. O gol que ele fez contra o Flamengo no último domingo, o qual presenciei pessoalmente, FOI ESTUPENDO. O mundo inteiro repercutiu o lance, uma verdadeira obra-prima.

O craque colorado mostrou toda sua capacidade técnica e física. É impressionante, não existem maneiras que esse jogador não saiba fazer gols, de cabeça, de pé direito, de canhota, de longe, de perto, não interessa! Damião é um tarado pelas redes!

Que ele é o melhor centroavante brasileiro em atividade já não se discute mais, o que se pergunta agora é: Qual camisa 9 no MUNDO joga mais que D9?

Se dizia que por 15 milhões de euros Damião seria vendido, ledo engano. O camisa 9 colorado NÃO PODE sair do Beira-Rio por menos de 20 milhões de euros! Nem pensar! Além disso, estamos falando de um jogador que o dia que deixar o Internacional será para vestir a camisa de um GIGANTE EUROPEU e não de um clube qualquer...

Enfim, quem tem D9, tem gol. A torcida colorada esta realizada com esse MONSTRO que carrega esta abençoada camisa 9, número que já pertenceu a Fernandão, Nilmar, Pato, Christian, Dario, Claudiomiro entre outras feras. Damião esta a passos largos para se tornar o maior centroavante da história colorada. Não, não é exagero.

Amanhã é dia de decisão, O GIGANTE VAI RUGIR!

E era isso!

domingo, 21 de agosto de 2011

GRANDE JOGO, LIÇÕES E UM MONSTRO!


O Internacional não pode lamentar o empate contra o excelente Flamengo, foi um grande, cheio de alternativas. A partida serviu para mostrar o poder de recuperação colorado que ficou duas vezes atrás do marcador, e também algumas outras lições. Vamos a elas:

1) ANDREZINHO só não é titular se OSCAR e D'ALESSANDRO estiverem em campo, caso contrário é titular ABSOLUTO. Isso tem que ser regra!

2) GUINAZÚ é um CÂNCER que o Internacional precisa se livrar. Ídolo, guerreiro, esta na história. Muito obrigado por tudo! Mas não dá mais! Chega! A-C-A-B-O-U!

A expulsão do CHOLO foi RIDÍCULA! Eu queria ver se fosse o W. Mathias, como seria a reação das pessoas, torcida e imprensa. Fora isso o camisa 5 não agrega nada a equipe com a posse de bola, só marca, marca, marca, corre, corre, corre e jogar que é bom nada!

3) TINGA na atualidade só pode ser volante! Se ele tiver que cumprir funções de armação o time fica lento, preso e sem força. Tem que ser volante e chegar na frente como fator surpresa.

4) Gosto do futebol do Jô, porém, ele ainda esta se readaptando ao futebol brasileiro, precisa de tempo. Futebol é momento e temos uma opção melhor atualmente: DELATORRE.

Breve avaliação dos jogadores:

Muriel - 5,0 - Acho que "falhou" no gol de falta. Daquela posição o Ronaldinho sempre bate ali. Sempre. De resto foi bem.

Nei - 7,0 - Partidaço, umas das melhores atuações com a camisa do Inter. Jogou demais.

Bolivar - 5,0 - Errou feio no lance do gol perdido pelo Deivid, de resto foi bem.

Índio - 6,0 - Grande atuação, mais o gol. Mazá Índio véio!

Zé Mario - 4,0 - Hoje foi mal, apoiou pouco e errou muito na marcação.

Elton - 5,0 - Dois erros infantis no primeiro tempo que quase resultaram em gols do Flamengo. De resto foi bem.

Guinazú - 1,0 - Péssimo. E ainda comprometeu o time.

Tinga - 4,0 - Não tem mais condições para ser meia, foi mal.

D'Alessandro - 5,0 - Se esforçou muito, tecnicamente não teve brilho.

Jô - 3,0 - Foi mal, ainda esta muito desembocado.

Damião - 8,0 - MONSTRO.

Andrezinho - 7,0 - Mudou o jogo, baita partida.

Delatorre - 6,0 - Deu muita velocidade para o time. Já perdeu o "impacto" da estréia, agora precisa de sequência.

Dorival Jr. - 6,0 - Escalou mal, ao optar pelo Tinga em detrimento de Andrezinho. Por outro lado, teve muita coragem no intervalo para mudar o jogo.

E era isso!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O FOCO AGORA, É O FLAMENGO!


Existe a possibilidade do Internacional "poupar" alguns jogadores diante do Flamengo COMPLETO no próximo domingo. O motivo é devido a decisão da Recopa na próxima quarta-feira, na qual o Inter esta em desvantagem.

A justificativa é louvável, afinal de contas estamos na eminência de mais uma conquista continental.

Caso se confirme esta notícia, será compreensível por motivos óbvios. Porém, mesmo sendo compreensível, é uma decisão errada. Em 2010 o próprio Internacional bebeu deste venêno, preservou jogadores visando o mundial e na hora do "pega pra capar", todos lembram como foi.

Quem estiver bem, tem que jogar. O time esta sob novo comando e neste momento é necessário repetição. Desfalques somente por obrigação, por opção não. Claro que, se algum atleta estiver com overtraining, beirando uma lesão deve ser preservado. Caso contrário que entre em campo, jogador foi feito para jogar.

Domingo é jogo para chegar de vez no G4, uma vitória diante do Flamengo com Ronaldinho elevará a confiança do time e da torcida.

O foco é, e deve ser o Flamengo, a Recopa vem depois. É assim que deve ser.

E era isso!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

O ÓBVIO


Não foi uma atuação brilhante, realmente não foi. Todavia, o Internacional apresentou consistência coletiva. O time teve o controle do jogo, dando poucas chances ao adversário.

Dorival na sua entrevista coletiva pós –jogo, foi humilde ao dizer que “não fez nada” para receber méritos pela vitória de 1 a 0 sobre o bem treinado time do Botafogo. Se analisarmos taticamente, é verdade, em apenas um treinamento ninguém faz milagres. O mérito do novo treineiro colorado foi fazer o óbvio, colocar em campo uma escalação equilibrada, sem empilhar volantes ou meias. Fez o básico: 2 volantes, 2 meias e 2 atacantes.

Além da formatação da equipe, Dorival sacou Wilson Mathias, mantendo seu critério de obviedade. Mathias já devia ter saído do time ha muito tempo, ou melhor, não era para ter nem voltado, né Osmar Loss?

Dorival começou bem, agora é dar sequência e buscar o melhor rendimento de cada um, para assim tentar sonhar com “algo a mais” dentro da competição.

E não da para deixar de falar no matador colorado, Leandro Damião é fora do normal, é impressionante. Dorival precisa criar uma maneira que o time jogue pra ele, se Damião recebendo poucas bolas em condições faz um gol por jogo, imagina se receber mais?

Com justiça Damião foi chamado por Mano mais uma vez.

E era isso!

DE NOVO.


Victor falhou, de novo.

A defesa vazou, de novo.

O meio campo sucumbiu, de novo.

O ataque não fez gols, de novo.

O Grêmio jogo mal, de novo.

E o Grêmio perdeu, de novo.

E era isso!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

DORIVAL É O CARA!


Acredito que desde o retorno de Abel Braga em 2007, não chega um treinador com tanta aceitação do torcedor ao Beira-Rio, como esta acontecendo com Dorival Jr. Obviamente que unanimidade não existe, a quem preferisse Paulo Autuori, Falcão, Celso Roth e até mesmo Cuca "Beludo". E nada contra quem apoia estes nomes no comando colorado, é questão de opinião.

Eu sempre gostei da idéia de ter Dorival Jr. como técnico colorado, na minha preferência ele só perderia para dois nomes: Muricy Ramalho e Mano Menezes. Dois treinadores completamente inviáveis de serem contratados, pelo menos neste momento.

Dorival Jr. além da pressão por manter o Inter na briga por títulos, chega com a missão de renovar a equipe colorada, uma tarefa complicada. Mexer em jogadores consagrados é necessário ter muita habilidade, não se pode pegar Bolivar, Tinga, Índio ou até mesmo Guinazú e abruptamente sacar dos interesses colorados. A renovação no vestiário é eminente, se faz necessária. Porém, deve ser feita de maneira natural, sem traumas. Até porque a presença de atletas experientes e vencedores no vestiário é importante para o crescimento dos mais jovens.

Fernandão que vem fazendo um trabalho elogiável - contrariando sua "falta de vivência" como diretor técnico - ao lado de Giovani Luigi e Luis Anápio tomaram a decisão mais correta para este momento. A contratação de Dorival pode marcar a retomada de uma era vencedora do Internacional, que em 2011 estava um tanto quanto balançada. Não há duvidas que a aposta foi correta, se dará certo ou não, ninguém sabe.

Bem vindo Dorival!

E era isso!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

16 DE AGOSTO


16 de agosto de 2011, para muitos uma data qualquer, mais um dia de trabalho, de estudo, enfim tudo dentro da rotina cotidiana. Nada fora do seu lugar, apenas mais 24 horas. Certo?

Não para os colorados. Não para aqueles que hoje, são CAMPEÕES DE TUDO!

A exatos 5 anos atrás, o Internacional jogava tinta vermelha na América. Um dia... Uma noite inesquecível para quem estava nas arquibancadas do Gigante da Beira-Rio, na verdade um momento marcante para qualquer colorado, presente ou não no Templo Vermelho. Não importava onde e nem como, mas todos os colorados estavam focados, determinados e porque não apavorados com o que estava por acontecer.

A confiança no título só não era maior que o medo de mais uma vez "ficar no quase". Nada poderia dar errado, nada! O Internacional tinha que sair vitorioso, devia isso ao seu torcedor! Por obra de Deus e de muito trabalho de todos os competentes profissionais embuídos pelo mesmo objetivo, a consagração aconteceu. O Beira-Rio explodiu!

A conquista da Libertadores da América de 2006 não foi apenas um grande título para a massa vermelha, foi muito mais que isso. Ao término daquela grande final diante do poderoso São Paulo, todos colorados não ouviram mais nada, nada, absolutamente nada além do seu próprio grito. Um grito de alegria, de felicidade misturado com desespero e uma pitada de raiva. Um grito de LIBERDADE!

A partir daquela noite, nunca mais, nós colorados, ouvimos a fatídica frase com um certo tom de crueldade: - Quando tu tiver uma Libertadores, tu vem falar comigo.

Na fria noite de 16 de agosto de 2006, próximo a junção dos ponteiros, foi assinada a alforria colorada. Estávamos livres! A América, enfim, ERA VERMELHA!

Parabéns Colorados!

E era isso!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

NO PAPEL SERVE...


Marcelo Groehe

Gabriel
Mario Fernandes
Ed Carlos OU Rodolpho
Julio Cesar

Gilberto Silva
Fabio Rochemback
Lucio OU Marquinhos
Douglas

Leandro OU Miralles
Brandão OU André Lima

Este time é ruim? Já vi escalação mais fraca pegar G4.

E era isso!

domingo, 14 de agosto de 2011

PALHAÇADA 1 E PALHAÇADA 2!


A primeira PALHAÇADA do final de semana colorado foi de Andrezinho. Todo mundo entende a sua indignação por sempre ser preterido do time titular. E vamos e viemos, a única escalação que é aceitável Andrezinho ser banco é quando jogam D'Alessandro e Oscar, se um destes dois estiverem fora, Andrezinho é titular ABSOLUTO.

Porém, Andrezinho não poderia ter feito o que fez neste momento. O Inter cheio de desfalques e se negar a jogar 3 horas antes de viajar para Salvador, é uma p*** sacanagem!

Ta certo o Inter neste caso, tem que ser linha dura com Andrezinho, o Internacional não é a casa da Mãe Joana. Ele é pago e muito bem pago por sinal, deve respeito ao clube e ao torcedor, qualquer insatisfação da sua parte deveria ser manifestada após o jogo diante do Bahia.

Vamos a segunda PALHAÇADA. O empate contra o Bahia foi um absurdo. O Inter vencia por 1 a 0, tinha um jogador a mais e por incrível que pareça cedeu o empate. ABSURDO! Falta de postura!

Perderam gols inacreditáveis! Tinga que ganha mais de 300 mil mensais perdeu um gol em baixo das traves, praticamente sem goleiro! Inaceitável! Revoltante! A arbitragem foi muito ruim e prejudicou o Inter, mas mesmo assim o Internacional pelo o que o jogo apresentou era obrigado a vencer!

De positivo, fora algumas boas atuações, o destaque foi João Paulo. O guri também perdeu um gol inacreditável, mas justamente por ser guri da para aceitar.

Breve avaliação dos jogadores:

Muriel - 7,0. Grande atuação, de novo.

Nei - 5,0. Teve um erro ao recuar para o Muriel, de resto foi bem.

Bolivar - 6,0. Hoje foi bem.

Indio - 6,5. Até a expulsão (injusta por que não foi penalti) estava em grande atuação.

Zé Mario - 5,0. Bem no primeiro tempo, mal no segundo.

W. Mathias - 5,0. Melhorou, mais ainda é insuficiente.

Elton - 7,0. Baita atuação.

Tinga - 4,0. Jogou bem, mas perdeu um gol que não dá para aceitar.

João Paulo - 7,0. A grande notícia do jogo.

Jô - 6,0. Vem crescendo jogo a jogo. Bom jogador.

Damião - 7,0. Recebeu uma bola e matou. Imagina se recebesse 3, 4 por jogo!?

Moledo, Glaydson e Augusto - Sem nota.

Osmar Loss - 6,0. Hoje fez o que podia.

E era isso!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

ATÉ QUE ENFIM!


Enfim é oficial, o Internacional tem novo treinador! Dorival Jr. é o novo comandante colorado.

Sempre achei que o ex-treinador do Galo era a melhor opção que o mercado oferecia. Depois de melar a negociação com Autuori, o Inter não tinhas escolhas, sua contratação se fazia necessária.

Se vai dar certo ou não, ninguém sabe. Mas, não há dúvidas que se trata de um bom profissional, e o mais importante: Sua carreira esta em ascensão. A partir de agora, tem todas as chances para se consolidar como um técnico de ponta no comando do Inter.

Dorival terá muito trabalho para arrumar a casa colorada, já inícia com uma sequência complicada pelo Campeonato Brasileiro e a decisão da Recopa, que se for conquistada dará muita moral para o restante do seu trabalho.

O momento é para tirar o Inter da "mesmice", e para isso Dorival Jr. foi contratado. Esta na hora de se fechar alguns ciclos e dar confiança para quem esta surgindo e chegando a equipe.

Segundo informações o salário acordado ficou em torno de 350 mil. Um valor alto, mas bem mais realista do que os 600 mil que ele teria pedido conforme notícias dos últimos dias.

Sorte ao Dorival! O trocadilho agora é: O torcedor colorado espera que o Dorival ganhe DO-RIVAL! :)

E era isso!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

VIVO! MAS PODERIA SER MELHOR...


O Internacional merecia melhor sorte na Argentina. O Independiente não apresentou futebol para vencer, mas o esporte bretão é assim, o que vale é bola na rede.

Jogar lá dentro é muito complicado, a pressão é forte. E mesmo assim os argentinos, principalmente no segundo gol, tiveram sorte. Se os astros estivessem ao lado do colorado, o Inter poderia ter até vencido o jogo.

Avaliação do time:

Muriel - Bem mais uma vez. 6,0

Nei - Jogou muito. 7,0

Bolivar - Falhou no primeiro gol, sempre inseguro nas bolas aéreas. 4,0

Indio - Esta jogando muito mais que seu companheiro de zaga, grande atuação. 6,0

Fabricio - Não comprometeu atrás, na frente deixou a desejar. 5,0

Elton - Muito boa atuação. 6,0

Wilson Mathias - Péssimo. 2,0

Tinga - Se movimentou muito, boa atuação. 6,0

D'Alessandro - Enquanto esteve em campo era o melhor do time, não entendi sua saída. 7,0

Jô - Mal no primeiro tempo, melhorou muito no segundo. 5,0

Damião - Matador. Duas chances, 1 gol. 7,0

Osmar Loss - Escalou mal o meio campo, e fez substituições horríveis. Fora isso, porque o Delatorre não ficou no banco? 2,0

Kleber, Andrezinho e Marquinhos tiveram pouco tempo em campo. Sem nota.

Para finalizar, o Inter vem para o Beira-Rio muito vivo, mostrou que é melhor que o Independiente e tem todas as chances de levantar mais uma taça na frente do seu torcedor.

E era isso!

ROTINA


A derrota da Seleção Brasileira para a Alemanha não me surpreendeu, já virou rotina ver a seleção Penta Campeã Mundial tomar sarrafo. Mano Menezes, continua sendo uma sonora decepção no comando da equipe verde amarela. Não conseguiu ganhar de "ninguém" ainda, até então suas vitórias só aconteceram contra "time morto". Já se passou um ano que "Brother" Menezes esta no comando e não se sabe qual sua equipe, pelo menos não se sabe a "identidade" deste time.

Quem arrisca dizer a escalação da seleção? Não tem como. Salvo, uma ou duas posições, de resto não existe nada definido. Mano Menezes insiste em jogadores que jogam, jogam e não resolvem nada. O principal deles, Robinho!

Em defesa de Mano, devemos salientar que vivemos uma das gerações mais fracas em termos de JOGADORES DE SELEÇÃO BRASILEIRA. Há poucos anos atrás tinhamos Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho, Kaká, Cafú, Roberto Carlos, etc. Jogadores com pedigree, jogadores com "cara de Seleção Brasileira". Atualmente não temos atletas deste porte a disposição, alguns importantes como Julio Cesar, Maicon e Lúcio. De resto, apenas "promessas". Porém, mesmo com carências, dá sim para fazer um bom time de futebol.

E apesar de viver uma geração fraca se comparada a anteriores, Mano ignora jogadores que seriam fundamentais na atualidade. Entre eles posso citar: Marcelo, Hernanes, Kaká, Nilmar e até mesmo Ronaldinho.

Quem é melhor, Ronaldinho ou Fernandinho? Kaká ou Jadson?

A Seleção Brasileira precisa voltar a ser respeitada, a ser temída. E para isso necessita de jogadores de peso, nomes que impõe respeito a qualquer adversário.

O tempo passa, parece que falta muito para a Copa de 14, ledo engano. Para se formar uma seleção praticamente do zero, é necessário correr.

E era isso!

PAULO "TA ENTENDENDO" AUTUORI - O RETORNO!


Paulo Autuori pelo que tudo indica esta voltando ao convívio dos gaúchos. Caso se confirme a contratação do treinador, será sua terceira passagem pela República de São Pedro, a segunda no Internacional.

No distante 18 de maio de 2009, aqui neste mesmo espaço escrevi sobre a chegada de Autuori no Grêmio (Confira aqui). O tempo passou, porém, minha opinião sobre o treinador segue exatamente a mesma. Um conhecedor da profissão, mas que só conseguiu sucesso na carreira quando teve material humano nas mãos, leia-se qualidade. A diferença entre o grupo de jogadores do Inter de hoje, para o Grêmio de 2009 é abissal. E talvez seja exatamente por este motivo, que seu retorno ao Gigante da Beira-Rio poderá ter bem mais sucesso que sua experiência no tricolor a dois anos atrás.

Em 2009, costumava me referir ao treinador como Paulo "ta entendo" Autuori, devido seu vício de linguagem ("ta entendendo"). Critiquei muito seu trabalho frente ao Grêmio, principalmente pela campanha pífia fora do Olímpico. Além do que, ele me passava impressão de prepotência e arrogância. Enfim, a verdade é que o torcedor gremista não tem saudades nenhuma do "Ta entendendo".

A sua passagem "fracassada" pelo Grêmio não deixou boas impressões do seu trabalho aqui no Rio Grande. Mas, que me perdoem os gremistas, devemos ser sinceros e fazer a seguinte pergunta: QUEM DÁ CERTO NO GRÊMIO?

É de se pensar nisso, antes de enterrar uma carreira de respeito como a de Paulo Autuori. Outro fator que pode animar os colorados, é que as características do treinador "casam" muito mais com a escola de toque de bola do Internacional, do que com o futebol força do Grêmio.

A sua primeira passagem pelo Beira-Rio em 1999, foi marcada pela vergonhosa desclassificação da Copa do Brasil, quando o Inter foi goleado em casa pelo Juventude (4 a 0, e eu estava lá). Todavia, acredito que este trágico episódio não deve ser levado em consideração, por motivos óbvios. Era um outro momento do clube, bem diferente desta fase vencedora que o Internacional atravessa.

Confesso que não é o treinador dos meus sonhos, mas também reconheço que se trata de um profissional gabaritado e de uma biografia invejável. Acredito que sua filosofia de futebol bem jogado aliado a competitividade, poderá dar muito certo com o grupo atual de jogadores colorados.

Repito, a postura arrogante de Autuori em 2009 no Olímpico, me marcou negativamente. Entretanto, com a falta de grandes opções no mercado, Paulo Autuori é um nome que deve ser respeitado, e por que não até mesmo celebrado.

Por fim gostaria de salientar que particularmente tenho a preferência por Dorival Jr., mas 600 mil de salário por um treineiro, é muito dinheiro. É loucura.

Sendo assim... Bom retorno, Professor "Ta entendendo"!

E era isso!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

RECOPA: MAIS UMA FUMACEIRA PARA O CAMPEÃO DE TUDO!


As próximas semanas serão tão intensas quanto decisivas na vida dos colorados. Além da espectativa e do "direito" de não errar na escolha do novo treinador, o Internacional decide a Recopa, título fundamental para "salvar" a temporada. Somado a isto, os próximos três compromissos (Bahia (F), Botafogo (C) e Flamengo (C)) serão determinantes para o futuro do clube no campeonato brasileiro.

A decisão da próxima quarta-feira diante do Independiente em Avellaneda, no estádio LIBERTADORES DA AMÉRICA, será uma FUMACEIRA, podem apostar. Vejo muita gente, principalmente "do outro lado", dizendo: - O Independiente é muito ruim! E eu respondo: - BALELA!
Se o Inter entrar em campo na Argentina achando que o atual campeão da Copa Sulamericana é fraco, irá tomar um arrodião. E por com sequência, o jogo da volta será uma mera solenidade de entrega de faixas ao time mais vencedor da América do Sul.

Sim, o Independiente possui 7 conquistas da Libertadores da América, não é atoa que é conhecido como o "Rei das Copas" e a maior competição da América da nome ao seu místico estádio. Não importa se na atualidade o clube perdeu força. Se trata de uma camisa que merece muito respeito. Não vamos esquecer do Peñarol, sentimos na pele o peso da sua tradição a poucos meses atrás.

Quarta-feira é jogo para gente cascuda. Na atualidade sou um crítico ao futebol de Guinazú, mas sem dúvidas que este é um jogo para ele. Assim como também é para Tinga, Índio, Bolivar e os outros veteranos do time. Só espero que Osmar Loss não caia em tentação e escale novamente o time com apenas Leandro Damião no ataque, já esta mais que provado que com dois avantes o rendimento colorado dispara. Porém, é bom deixar claro que não é jogo para o jovem Delatorre, para este primeiro confronto acredito que Jô seria a melhor opção.

Sobre a difícil sequência pelo Brasileirão, falamos mais adiante. Agora TUDO é RECOPA!

E era isso!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

APITO-AMIGO!!


Tantas e quantas vezes já vim até aqui para falar e reclamar sobre a arbitragem prejudicando meu Inter. Porém, nesta oportunidade terei que relacionar a vitória do Internacional sobre o Cruzeiro, ao apito-amigo.

Sem falsa demagogia. Não quero me aparecer. Porém, seria constrangedor não falar sobre isso.

Mas, foi injusto ganhar desta forma! Principalmente, pelo, segundo tempo horroroso do Internacioal. Parecia, que a qualquer momento o Cruzeiro iria virar o jogo...Meu Deus!

A ajuda, dada pela arbitragem, no gol anulado (erroniamente) para Cruzeiro, nos deu a vitória no dia de ontem.

E, no jogo, o que ficou evidente foi a necessidade da contratação de um técnico mais experiente. O profissionalíssimo, Osmar Loss, esgotou seus conhecimentos e sua força sobre o grupo. Treinador que é sempre defendido pelo jogadores, é aquele que não tem comando algum dentro do vestiário. E, na minha ótica, grupo nós temos o que nos falta é um treinador competente.

Pois bem, esperemos.

GRANDE VITÓRIA


Treze.

Não, não irei falar sobre o velho Lobo Zagallo e suas proezas. É que treze, era o número de desfalques do Internacional para enfrentar o sempre forte Cruzeiro. Sendo assim, jogar bem era secundário, fundamental era somar os 3 pontos da forma que fosse.

A vitória veio. E o Inter até que jogou bem, no primeiro tempo. Conseguiu dominar a meia cancha e desta maneira controlou bem o time do "Tio Janjão". Se não fosse a falha de Muriel, que depois se recuperou com grandes defesas, a vitória vermelha nos 45 minutos iniciais poderia e deveria ser bem mais tranquila.

No segundo tempo o jogou mudou, o Cruzeiro liderado pelo excelente Montillo começou a dar as cartas. Porém, a tarde era do 10 Colorado, D'Alessandro além do gol, pifou Damião no terceiro tento do Inter. Após isso, o Cruzeiro ainda descontou e correu muito pelo empate, mas sem sucesso. Fim de jogo, e 3 a 2 para os colorados.

D'Alessandro foi o melhor do jogo, mas é justo fazer mais três destaques: Muriel que apesar da falha não se abateu e fez defesas sensacionais. Elton que fez um partidaço e na minha opinião é o novo dono da camisa 5. E por fim o menino Delatorre, que tem nome de craque, e mostrou ferramentas apesar do visível nervosismo. O guri precisa jogar, só ficará pronto jogando, jogando e jogando.

Por fim a notícia vinda de BH animou a massa vermelha, Dorival Jr. esta livre e desempedido, foi "fumado" do Galo. Desta forma, já não a mais o que se pensar, traz o "Narigudo" e vamos correr atrás do tempo perdido. O G4 esta logo ali, é muito cedo para jogara toalha. Ainda dá!

Essa semana tem Recopa, obrigação colorada.

E era isso!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

NEY FRANCO SERÁ O NOVO TREINADOR DO INTER


Me cobrem. Não é informação, mas esta beirando o óbvio.

Explico:

As declarações de Luigi pós-derrota para o Fluminense, deixam claro nas entrelinhas que Osmar Loss não será mantido. Mas, também deixa claro que ele será o treinador nos próximos jogos.

Não existem treinadores disponíveis no mercado, todos nomes reconhecidos estão empregados.

Qual o único treinador que daqui a duas semanas estará "livre"?

O nome é NEY FRANCO. O Inter está esperando o treinador da seleção de base como esta esperando pela volta de Oscar e Juan. Após o mundial sub-20 o treinador teoricamente estará livre, não terá competições próximas a serem disputadas.

Detalhe: É um nome que agrada Fernando Carvalho.

Repito, não é informação, mas é quase convicção.

E era isso!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

TÁ TODO MUNDO LOUCO!


O futebol gaúcho enlouqueceu de vez, esta tudo de cabeça para baixo. É ídolo saindo, interino
chegando, rejeitado voltando, time sem técnico e sem saber o que fazer. Meu Deus! Para tudo! Esta na hora dos dirigentes da dupla grenal respirarem fundo e colocarem suas idéias no lugar. Ou vai dar M****!

O Grêmio fez a bobagem de demitir Renato e apostar na mesma direção de futebol, quando o correto seria o processo inverso, manter Renato e mudar a direção. Aconteceu que Julinho Camargo, uma excelente aposta, quando assumiu a sua grande oportunidade profissional não teve o respaldo necessário. Antonio Vicente Martins, o AVM, estava fadado ao desligamento do cargo, era questão de tempo.

Agora o remédio é o bom e velho Juarez. Acredito que o "efeito Roth" dará resultado, o Grêmio se afastará do seu calvário, a proximidade do Z4 irá terminar. Porém, não creio que o competente treinador coloque o Grêmio na disputa por algo maior, falta qualidade ao tricolor. Aqueles que deveriam estar fazendo a diferença, estão rendendo muito abaixo do esperado, em especial Victor, Gabriel, Lucio, Rochemback e Douglas.

Já o Internacional mais uma vez se vê refém do mercado após a demissão POLÍTICA de Falcão. Ou melhor, refém da FALTA de opções do mercado. Falcão foi limado por tabela, a persona non grata no vestiário era Siegmann, ao afastar o dirigente sobrou também para Paulo Roberto que foi contratado pelo próprio. Resumindo: Falcão entrou no Beira-Rio pela porta errada, conforme aconteceu com AVM, também estava escrito que Roberto Siegmann iria bailar.

Agora, Osmar Loss conta com o aval das lideranças do vestiário, e tem o mesmo retrospecto de Julinho: Grandes trabalhos na base. A pergunta é: Será que estas lideranças continuaram ao lado de Loss ao serem sacados do time? Lembram do Clemer em 2007? Era um baita cara de grupo, até ser colocado no banco pelo Galo. Ao lado de Osmar tem o exemplo de Índio, que várias vezes foi para o banco e nunca chiou. Mas, é bom deixar claro que nem todos podem reagir da mesma forma...

A realidade é que o tempo esta contra o Inter. Ou se efetiva e da moral a Osmar Loss logo, ou traz um treinador (quem???) de uma vez! Ficar nesse chove não molha não dá, as rodadas estão passando, os pontos estão sendo perdidos e se bobear pode ser tarde de mais. Há! A Recopa é OBRIGAÇÃO!

E era isso!

MAIS UM MILIONÁRIO



Fiquei sabendo através do blog do Edgar que o Julinho Camargo irá ganhar R$ 1.140.000,00 pela sua rescisão. Mesmo ainda não tendo a confirmação da sua demissão pela direção gremista, os indícios sobre sua demissão são fortes, e provavelmente o seu substituto, deve ser o Celso Roth.

Que fase dessa direção.


domingo, 31 de julho de 2011

O CRAQUE E A FARSA!


Poderia dissertar detalhadamente sobre como foi jogo Flamengo 2 X 0 Grêmio, comentar os lances, etc. Porém, vou focar em apenas em dois nomes. Falarei dos dois personagens decisivos em mais um resultado ruim do tricolor.

O primeiro nome merece destaque positivo, se trata de um dos maiores jogadores da história. RONALDINHO esta se reafirmando cada vez mais, e diante do SEU GRÊMIO (???) o craque liquidou com o jogo. Ignorou que do outro lado estava a camisa que lhe deu vida ao mundo do futebol, apenas jogou bola e com a maior naturalidade passou por cima da raiva e do ressentimento gremista em relação a sua pessoa.

O segundo nome destaque do confronto não tem pode ser outro se não o goleiro VICTOR, que contribuiu NEGATIVAMENTE com seu time. VICTOR foi se "PALHAÇAR" na frente de RONALDINHO, quis fazer graça para o torcedor gremista, mas a graça virou tragédia. VICTOR pagou um vale do tamanho do Rio de Janeiro. Fiasco!

Serei sincero, doa a quem doer. VICTOR desde 2010 já não é mais o mesmo. O goleiro gremista teve duas temporadas estupendas em 2008 e 2009, depois disso seu rendimento vem em uma decrescente constante. Fazem 2 anos que VICTOR carrega uma grife de "super goleiro", mas na prática esta grife é uma FARSA! VICTOR é um goleiro comum, igual a diversos outros que desfilam pelas traves brasileiras.

Se existe justiça no futebol, se podemos acreditar seriamente no trabalho dos profissionais, o "SUPER VICTOR" deve sim perder sua condição de "SEMI-DEUS" e ceder seu lugar para o EXCELENTE MARCELO GROEHE. Se GROHE não é melhor que VICTOR, é certo que ele ESTA em um momento MELHOR. E futebol como todos sabem, é MOMENTO.

O fato é que mais um ano se passa, e novamente o sofrido torcedor gremista seguirá agonizando a falta de títulos. Que sina!

E era isso!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

GIGANTE!

Mesmo um pouco atrasado, consegui achar um tempo para escrever sobre a participação do Sport Club Internacional, na Copa Audi. Tratou-se de um torneio amistoso disputado por grandes clubes europeus, e abrilhantado pela participação do time gaúcho com notável destaque.

Naturalmente, todos temos: ambições, objetivos, planos e pretensões na vida. Porém, nem todos estão preparados quando as chances aparecem em suas vidas. E, o Internacional provou que esta preparado. A pouco mais de dois meses, o Inter aceitou este desafio de medir forças com grandes times do futebol mundial, onde, provou que esta a altura dos Gigantes.

Não é preciso falar sobre os resultados -veneráveis - das duas partidas disputadas em solo alemão. Mas, o que vale é falar sobre a altivez da postura apresentada pelo grupo colorado, que particularmente me agrada em qualquer time de futebol. E, quando vindo do Inter me agrada muito mais. Mistura perfeita de juventude com experiência, o time foi extraordinário. Os veteranos, à exemplo de Renán, rehabilitaram-se; os jovens aproveitaram o palco privilegiado para desfilarem seus talentos, que nos diga João Paulo. Pois bem, o time não se acovardou e enfrentou de igual para igual, olhando no olho de quem veio pela frente.

Moral da história: o Inter foi lá, oxigenou as idéias, provou que tem grupo e garimpou um treinador. Osmar Loss provou que conhece de futebol, é inclinado à novidades e conpetente.

Por fim, vale a pena apostarmos no atual quadro de futebol profissional do Beira-rio.

Era isso!


quinta-feira, 28 de julho de 2011

RRRROOOONALLLDINHOOOO!!!!


Ontem, nós admiradores do bom futebol fomos agraciados com um dos maiores jogos da história do campeonato brasileiro. Santos e Flamengo fizeram um jogaço na Vila Belmiro, não é todo dia que temos o prazer de assistir Neymar e Ronaldinho simultaneamente em noite de gala. E assim foi, dos 9 gols do jogo, 5 foram da dupla. Um jogo épico, inesquecível.

Que Neymar esta voando não é novidade para ninguém, não serei redundante ao comentar isso. A grande notícia da noite foi poder ver R10 jogando muito futebol. Fazendo-se justiça, Ronaldinho desde que chegou ao Flamengo vem jogando bem. Faltava aquela atuação de gala, com aquele brilho que só Ronaldinho tem. E ela veio. A atuação do camisa 10 rubro-negro foi digna de ser comparada aos seus grandes jogos com a camisa do Barcelona no Camp Nou.

É bom ver Ronaldinho jogar bem!

Nessa fase complicada que vive a seleção brasileira, acho que Mano Menezes não pode fechar os olhos para um jogador desta qualidade e desta grandeza. Ronaldino rendendo 50% do seu talento, é titular absoluto da seleção brasileira. O exercício para saber se Ronaldinho merece uma nova chance na seleção é simples, basta se perguntar: Quem joga mais, Ronaldinho ou Jadson?

Abre o olho Mano!

E era isso!