quinta-feira, 18 de junho de 2009

Decisivo.


Ronaldo voltou a brilhar. E novamente foi decisivo para o Corinthians, assim como foi em todas as 11 vezes que balançou as redes. Depois de 90 minutos de intensa participação na vitória por 2 a 0 sobre o Internacional, na primeira final da Copa do Brasil, o atacante comemorou a vantagem, mas acredita que poderia ser ainda melhor.
A estrela de Ronaldo não pára de brilhar. Podem dizer tudo dele, podem o chamar de gordo, podem dizer que é lento, mas não podem dizer que não é decisivo. Um Inter desfalcado e muito lento sem a presença de Nilmar e um sem esforçado Guinazu. Do outro lado um esquema bem montado com dois jogadores que fazem a diferença. Ronaldo e Chicão.
Acredito que seja possível o colorado reverter esse placar desfavorável, o que não será tarefa fácil. Aliás, ninguém disse que seria. Disse?

2 comentários:

Felipe Cunha disse...

Ronaldo joga muita bola, e além disso sua estrela brilha em decisões.

Alexandre Oliveira disse...

Enquanto ele jogar, sempre será decisivo!