segunda-feira, 20 de julho de 2009

RESUMO SÉRIE B - CAIU O INVICTO


Passadas 12 rodadas da Série B, o último invicto caiu. O Guarani de Campinas, perdeu para o Paraná em casa pelo placar de 2 x 1.
nada que abale a confiança do Bugre que permanece líder com quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Atlético-GO.

O Paraná que por sua vez tenta sair da zona temida do descenso à Série C, jogou com o coração e arrancou uma vitória sofrida do líder, mostrando que campeonato de pontos corridos não é fácil, há de se almejar a famosa regularidade. E por falar em regularidade, quem tem mantido pelo menos por enquanto é o Vascão, que obteve sua terceira vitória seguida e finalmente entrou no G-4. Ocupa a terceira posição e está também à quatro pontos do líder.

Quem também voltou a vencer, foi o time de Florianópolis, o Figueirense volta a beliscar as seis primeiras posições, mesmo com campanha irregular pretende voltar á elite em 2010.

O nosso gaúcho, o Juventude, ganhou uma sobrevida ao derrotar o América-RN, onde mais parecia pólo aquático que futebol. E com iluminação típica de várzea. Levou o seu torcedor á loucura , já que Mendes marcou aos 37 e aos 47 do segundo tempo. Amanhã, á partir das 21:00, o Juventude enfrenta o Ipatinga em casa pensando em vencer novamente para afastar-se da zona do rebaixamento. O Ipatinga é 10º colocado há três pontos do G-4.

Saudações...

3 comentários:

Felipe Cunha disse...

O Juventude vai cair...

SE DEUS QUISER!

Fagner Pereira disse...

Esses dias eu estava vendo uma matéria do Esporte Espetacular se não me engano, onde falava justamente do Guarani. A reportagem dizia que o Guarani fez um planejamento bem sólido para figurar a séria A do próximo ano. Com um capeão do mundo em seu plantél ADRIANO GABIRÚ, o time tem totais chances de chegar a primeira divisão.

Felipe Cunha disse...

O Guarani é clube de tradição seria muito bem vindo na elite novamente.

Muito melhor termos o Guarani na série A, do que Santo André, Avai, Barueri que mesmo com boa campanha ainda é um clube sem tradição.

Perguntinha: Até onde vai o Barueri?