terça-feira, 14 de julho de 2009

SÃO PAULO, RICARDO GOMES E HERNANES


Ricardo Gomes vem buscando a melhor formação para o tricolor paulista para enfrentar o líder do campeonato brasileiro, o Galo dentro do Mineirão. O novo comandante do São Paulo saiu da "mesmice" do 3-5-2 e implantou o 4-4-2 que não era visto pelas bandas do Morumbi já a alguns anos.

Os resultados ainda não apareceram de forma consistente, mas é início de trabalho e como é natural com todos treinadores, Ricardo Gomes precisa de tempo. Como costuma dizer o colega de Blog Alexandre Olveira: O campeonato brasileiro não dá o tempo de recuperação que as pessoas dizem. E o São Paulo esta patinando demais, e com isso o tempo de Ricardo Gomes para mostrar resultados será reduzido.

O que me chamou a atenção, é que para o jogo diante do Atletico Mineiro na próxima quinta, o treinador paulista sacou HERNANES da equipe.

E ai entra meu pitaco: Ricardo Gomes nem chegou e começa a se perder.

Digo isso por que por mais que Hernanes esteja passando por um mal momento, ele é diferenciado. Eu diria que tem todas as ferramentas para ser craque. É o tipico jogador que apesar de ser da "volância" tem o poder de mudar o rumo de uma partida, ele decide! O grande erro de Muricy foi te-lo colocado de "meia", com isso Hernanes se transformou em um jogador comum, deixou de ser a "surpresa que vinha de trás", e caiu de produção juntamente com todo o resto do time tricolor.

Acredito que Ricardo Gomes, já deveria ter identificado este equívoco e recolocado o jogador de volta a sua função e não simplesmente tira-lo da equipe titular. Será que não a outro jogador para ser sacado? Eduardo Costa merece estar no lugar dele? Será que não é o momento de dar confiança a Hernanes? Acho que sim.

Se eu fosse o treinador do São Paulo, seria Hernanes e mais 10!

2 comentários:

Pedro Rafael Marques disse...

Eduardo Costa e São Paulo são duas coisas que não combinam.

Felipe Cunha disse...

É verdade...