domingo, 30 de agosto de 2009

FERNANDÃO, MARQUINHOS E GOLEADA!


Como de costume fui ao Beira Rio e vi talvez a melhor partida colorada no ano. O Internacional sufocou o Goiás o tempo inteiro, não deixou o esmeraldino pensar em jogar.

Porém antes de falar diretamente sobre o jogo gostaria de falar sobre Fernandão, o Capitão Planeta. A direção colorada agiu de forma inédita hoje quando anunciou as escalações pelo alto falante somente quando as equipes estavam em campo, motivo: Para Fernandão sentir o carinho da torcida, e sentiu. Foi aplaudido, ovacionado ao som de UH TERROR FERNANDÃO É MATADOR! Justíssima homenagem.

Com a bola em jogo o capitão foi vaiado como todo o time do Goiás, natural, não poderia ser diferente. Fernandão foi expulso aos 13 minutos de jogo, numa atitude totalmente contra a postura profissional do próprio Fernandão. Em 4 anos de Internacional jamais foi expulso, raros foram os cartões amarelos. Mas nitidamente nosso grande ídolo sentiu a pressão de jogar dentro do Beira Rio contra seu clube de coração, não suportou e fez o que fez.

Voltando ao jogo...

O placar não diz o que foi a partida, poderia ter sido 5, 6, 7 e por ai vai. Por sorte do Goiás foi apenas 4 a 0. Todos os jogadores colorados desfilaram um futebol de primeira linha, acima do esperado. Fabiano Eller jogou muito, defensivamente não foi muito exigido, mas mostrou muita qualidade no apoio. Edu mostrou qualidade, sentiu a falta de ritmo, mas facilmente se vê que se trata de um bom jogador.

Guinazú jogou muito como sempre, mas esta vez teve BONÚS: Teve gol de Guinazú! E o Kleber, jogou flutuando em campo favorecido pelo esquema, grande atuação e foi abençoado com um golaço!

Marquinhos, esse merece um parágrafo a parte. Que jogador é esse? Eu já o conhecia da Copa São Paulo, mas jogar na categoria "sub-fralda" é bem diferente de jogar contra profissionais. E o guri nascido em Selbach mostrou um talento impressionante, fez gol, deu caneta, assistência, fez tudo que um grande jogador deve fazer. Eis ai o novo projeto de craque do Internacional.

Quarta feira é o Galo, Celso Roth estará novamente no Gigante. Suas últimas partidas na Padre Cacique foram doloridas para ele e a nação tricolor. Esperamos que novamente ele sucumba ao inferno vermelho!

E era isso!

4 comentários:

gabrielagoas disse...

Vencer com um escore dilatado pode até vislumbrar a nós blogueiros e o torcedor, mas temos com certeza os dois pés no chão e sabemos que a luta continua na busca do mais esperado título dos colorados da minha geração(nascidos pós tri/79)
que o tão falado padrão de jogo se repita e o Inter tome de vez o caminho rumo a taça do Brasileirão

acessem também interlagoas.blogspot.com

Fernando Amoretti disse...

O Inter mostrou-se um time compacto favorecido pelo esquema "desgastado", (segundo Autuori), 3-5-2.

O esquema proporcionou ao Inter um estilo europeu de jogar bola, sufocando o time adversário. Prova disso foi a excelente partida de Kléber e as subidas com muita qualidade de Fabiano Eller e Índio.

Méritos para TITE, ninguém mais.
Que ele se lembre que onde está ganhando não se mexe.

Saudações...

Fagner Pereira disse...

Sinceramente não vi lance pra expulsão. Amarelo sim, vermelho achei demasiadamente criteriosa demais. O Inter jogou bem, mas foi favorecido por essa expulsão, isso é inegável.

Aliás, queria fazer um post, mas não vai ser possível hoje, queria dar os parabéns para, na minha opinião, a melhor arbitragem do campeonato brasileiro de 2009 no jogo São Paulo x Palmeiras. Bela arbitragem, sem inteferir no jogo e sem cair nas artemanhas de jogadora como Diego Souza e Richarlyson.
Chama-se Heber Roberto Lopes. Criticar faz parte, elogiar também.

Abraço,

Felipe Cunha disse...

Fagner, a historia do jg de ontem foi muita parecida com a goleada do Gremio sobre o Cruzeiro...

Ou seja, a vitória não passa pela expulsão pois já estava 1 a 0 pro Inter, e o Goias ja estava acuado...A goleada talvez sim tenha sido facilitada pela expulsão...