segunda-feira, 28 de setembro de 2009

2009 - OS ERROS DE AVALIAÇÃO




Estamos na reta final de 2009, a temporada do futebol brasileiro se encaminha para as decisões e as coisas poderiam estar melhores para o Internacional.

Boa parte da torcida colorada esta insatisfeita com a equipe e com os resultados atuais, mas se a direção fazer simplesmente a vontade dos torcedores não sobrará pedra sobre pedra no Gigante da Beira Rio. Então o momento é de sabedoria.

Fico pensando quais foram os erros da direção do Internacional em 2009, o que poderia ser diferente para o título do campeonato brasileiro estivesse realmente encaminhado?

Então pensando de cabeça fria, analisando os fatos ocorridos durante a temporada, vejo que ocorreram alguns erros de avaliação que no momento atual estão refletindo diretamente dentro de campo. Eu diria que três erros foram fundamentais para o momento de instabilidade do Internacional.

1º) ERRO DE AVALIAÇÃO - PARTE 1: O Internacional passou a temporada inteira sem um especialista na lateral direita, Bolivar e Danilo Silva são improvisações que as vezes foram bem e tantas outras foram mal. Concordo e por diversas vezes eu mesmo falei que esta é uma posição carente no futebol brasileiro, as opções são escassas. Tanto que clubes que estão na parte de cima da tabela do campeonato jogam com laterias/alas improvisados: Palmeiras, São Paulo e Atletico MG jogam com volantes por ali.

Mas mesmo assim a direção ficou devendo uma resposta para a torcida, deveria ter sido contratado alguém. No mínimo um jogador, pelo menos para ser uma aposta. Em 2008 vieram Ricardo Lopes, Angelo, Bustos e nenhum deu certo. Então quem poderia ser alternativa? Não sei, o que sei é que alguém deveria ter vindo e não veio.

2º) ERRO DE AVALIAÇÃO - PARTE 2: O Inter perdeu este ano Alex e Nilmar, dois jogadores que fazem a diferença, que resolvem partidas "sozinhos".  Não contesto as vendas, não tinha mesmo como segura-los por mais tempo, os dois permaneceram por muito tempo no Beira Rio e já era hora deles faturar alguns milhões de euros no velho continente. 

Alex vinha fazendo uma pressão imensa para sair desde 2008. Orlando da Hora, procurador de Nilmar da mesma forma, e além disso Delcyr Sonda o investidor que colocou o "Golden Boy" no Beira Rio queria retorno do seu investimento.

O erro não foi ter vendidos os dois atletas, o erro foi não ter contratado jogadores experimentados que pudessem dar continuidade ao trabalho de Alex e Nilmar. Se acreditou que Taison pudesse ser o nome do Inter no Brasileirão, e olha que não foi apenas a direção que teve esta crença, muita gente acreditou nisso. Porém o garoto sucumbiu aos holofótes e caiu de produção vertiginosamente. Então como Alex e Nilmar eram vendas inevitáveis em 2009, a direção deveria ter acumulado "gordura" no início da temporada com pelo menos uma contratação de um atacante de alto nível.

3º) ERRO DE AVALIAÇÃO - PARTE 3: O Internacional teve a chance de repatriar no meio do ano Muricy Ramalho, ou contratar Vanderlei Luxemburgo. Dois treinadores do mais alto nível. Tite é bom treinador sim! Para dizer que Muriçoca e Luxa são bons, não é necessário afirmar que o Adenor é ruim. 
A questão é que o Internacional teve a oportunidade de contratar treinadores melhores que Tite, com mais cúrriculo, que poderiam em uma reta final manter a equipe com mais regularidade. 
A situação é mais ou menos assim...Se o Inter tivesse a oportunidade de contratar o Riquelme, deixaria de contratar por que tem o D'Alessandro? Óbvio que não. Mesmo que D'Alessandro seja bom jogador, Riquelme é melhor. Simples assim.

E foi assim em relação a Tite, Muricy Ramalho ficou disponível no mercado durante quase um mês e o Inter não o quis. Com isso a diretoria vermelha chamou a responsalidade para si. Caso contrata-se um destes técnicos diferenciados e os resultados não viessem, ninguém poderia fazer criticar ao departamento de futebol colorado. Porém agora caso o Inter não seja Campeão Brasileiro, e a tendência nesse momento é que não seja, as cobranças serão duras ao corpo diretivo do Internacional. 

Imaginem ainda se o Palmeiras for Campeão Brasileiro com Muricy Ramalho? Certamente Vitório Piffero e Fernando Carvalho terão que ouvir poucas e boas.

***************

Enfim, inegavelmente ocorreram erros, mas o ano ainda não acabou e estes "equívocos" podem e serão esquecidos com uma grande conquista. O torcedor quer ser Campeão Brasileiro, e esta conquista no ano do centenário seria muito especial. Ainda dá, é muito difícil, mas dá! 

Para isso o Internacional precisa  reverter o quadro atual. Não é preciso jogar bem, é preciso vencer! O Palmeiras vem vencendo sem convencer e é líder da competição com uma folga de 5 pontos.

No momento vejo o título distante, o Internacional precisa fincar os dois pés no G4, e mesmo que ainda não tenha saído da zona nobre até agora, é necessário ter atenção. Se os erros continuarem pode ser fatal.

Mas para torcedores otimistas que pensam exclusivamente em título, a hora para começar uma arrancada rumo a conquista é agora!

E era isso! 

2 comentários:

Fernando Amoretti disse...

E ela começará contra o Coritiba.
Carpegianni está no mercado e é nome forte no Beira-Rio por ser da casa.

Para a Libertadores 2010 fala-se em Abel e Mano Menezes. É preciso coragem pra tomar essas atitudes.

Felipe Cunha disse...

Carpegieni parou no tempo em 82 quando venceu a Toyota pelo Flamengo.

Mano Menezes tem a possibilidade de entrar para história como o maior treinador da vida do Corinthians. E ganha muita grana!

Não vem de jeito nenhum! Dúvido que o Inter faça um investimento assim.

Mas seria uma baita contratação.

Acho que a direção ou mantem o Tite ou traz o Abel de novo.

*******

Apesar de tudo isso, não coloco o mal momento do Inter apenas na conta do Tite como muitos estão fazendo.