segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

2010


Antes de mais nada quero desejar um grande 2010 para todos, com muita saúde, paz e muitas felicidades.

Dito isto, após uma parada de fim de ano vamos voltar a falar sobre "bola", o povo quer futebol! O problema do período de férias é que o futebol "para" no Brasil, e as opções para assistirmos um joguinho ficam resumidas a quase nada. Agora tem a Copa São Paulo, mas depois que os times da dupla grenal apresentaram no Brasileiro SUB-20 não dá nem vontade de ligar a televisão para ver os guris. Até mesmo o time gremista campeão do Brasileiro SUB-20 dói de tão fraco, imaginem o resto.

Falando em dupla grenal, até agora o Grêmio apresentou mais reforços que o Inter, porém o tricolor na minha opinião vem se abastecendo da fonte errada. A direção gremista trouxe 2 jogadores do Avaí, até ai tudo bem, o problema é que nenhum deles promete muita coisa. Ferdinando é comum e o Wilian conheço desde os tempos de Santos e este não tem bola nem para fardar no vestiário tricolor. Por outro lado chegam ao Olímpico Hugo, Borges e Leandro, três bons jogadores com biografia que podem ajudar o Grêmio em 2010.

Já o colorado apresentou Nei, Bruno Silva e vai anunciar Thiago Humberto e Wilson Mathias, todos jogadores que vem para compor grupo. Falta o Internacional trazer o dito reforço espetacular, o homem que decide, aquele que pode liderar o colorado ao um suposto título da América. O Inter tem um bom grupo e este homem decisivo até pode estar no próprio elenco, mas confiar nisso pode colocar em risco o maior objetivo do ano que é a Libertadores da América.

Continuo apostando minhas fichas no retorno de Rafael Sóbis.

Vamos aguardar.

E era isso!

8 comentários:

Felipe Cunha disse...

O Grêmio também trouxe o zagueiro Maurício ex-Palmeiras (bom jogador) e o volante Henrique que vem da Campinense, este eu não conheço.

Fagner Pereira disse...

Primeiramente FELIZ 2010 pra todo mundo.
Eu não gosto da maneira como o Grêmio faz negócios, na maioria das vezes parece que são amadores. Contratações pré-acertadas e descartam jogadores que poderiam fazer a diferença.
O caso de Roger (descartado). Aportar em Wiliam para substituir Maxi é difícil. Mas é aguardar para ver no que dá.

Já o Inter, pelo que eu vi, contratou um lateral de fora (coisa rara por aqui) e Thiago Humberto (bom jogador). Mas acredito que a grande aposta do ano para o colorado é o Técnico. Vai depender dessa aposta o triunfo na libertadores. De resto, acho que não vem mais ninguém.

Abraço!

Felipe Cunha disse...

Fagner, tu tocou num ponto determinante: JORGE FOSSATI.

Se ele não atrapalhar já esta bom, treinador de fora é sempre complicado.

Fagner Pereira disse...

o problema que eu vejo são os seguintes para o Fossati.

1 - adaptação ao estilo de jogo brasileiro e mais especificamente gaúcho.

2 - lidar com a imprensa em ano de libertadores

3 - A Libertadores é definida entre times brasileiros, sempre é, então, quando o Fossati enfrentar um time brasileiro (os mais difíceis) será na libertadores e pela será pela primeira vez... e já decidindo.

Como eu disse, é uma aposta.

Felipe Cunha disse...

Perfeito.

Mas mesmo sendo uma aposta eu concordo com o Inter em arriscar, o mercado brasileiro não dava opções melhores.

Vanderlei, Mano e Muricy são quase que inviáveis.

Felipão é sonho.

E o resto é tudo japonês.

Felipe Cunha disse...

Sobre o Grêmio, esta direção atual já virou a cara para os seguintes nomes:

Marcelinho Paraíba, Gilberto e Roger.

Qualquer um destes 3 poderiam fazer a diferença para o tricolor.

O Kleber Pereira mesmo "velho" fez 28 gols em 2009, jogando num time ruim como o Santos.

Perguntinha: Quem joga mais, Wilian ou Kleber Pereira?

Felipe Cunha disse...

PS: Kleber Pereira esta sem clube, ou seja, é só acertar salário.

Nelson Willian disse...

ESSA DIREÇÃO ta loco prefiro não comentar.

"Marcelinho Paraíba, Gilberto e Roger, Kleber Pereira"

Pra mim deveria ter contratado eles.. mas não sei o que a direção quer?

Temos vários exemplos de veteranos que estão gastando a pelota.