quinta-feira, 10 de junho de 2010

DECEPÇÃO MAIOR QUE A TRISTEZA


Não vou negar, e nem serei hipócrita: Fiquei triste por não ter um grande técnico como Luiz Felipe no comando do Internacional. Realmente fiquei empolgado com esta possibilidade, e pensando bem, qual colorado não ficou?

O Inter é um dos clubes mais bem estruturados do Brasil e daria todas as condições de Felipão ter um retorno triunfal ao Brasil, mas ele já atingiu um nível tão alto no futebol que pode se dar o luxo de recusar um salário de 700 mil reais, o qual segundo os noticiários foi ofertado pelo Inter.

Fiquei triste pela não vinda de Felipão, sim fiquei. Mas muito maior que a frustração da não vinda dele para o Beira-Rio foi a minha DECEPÇÃO com o "profissional Luiz Felipe Scolari". Acho que as palavras utilizadas pela assessoria de imprensa do treinador foram no mínimo deselegantes. Ele poderia simplesmente ter dito "NÃO", sem a menor necessidade de menosprezar o Internacional por sua indentificação com o Grêmio como ele fez.

São duas hipóteses:

- Se o Internacional fez a proposta para Felipão, como a IMPRENSA vem dizendo que fez (e eu particularmente acho que realmente fez) ele deveria no mínimo respeitar o esforço feito pelo clube e ter mais elegância para fazer a "recusa".

OU

- Caso o Inter NÃO tenha feito a proposta, ele poderia em cima das especulações também ser mais elegante como até foi quando deu entrevista a rádio Bandeirantes a duas semanas atrás, para inviabilizar qualquer possível negociação.

Eu entendo quando JOGADORES de futebol criam uma identificação muito grande com um clube e não admitem a possibilidade de atuar no rival, e temos vários exemplos assim: Renato Portaluppi, Danrlei, Daniel Carvalho, Sóbis, etc. Todos estes já fizeram isso.

Mas treinador é diferente, ele até pode pensar desta forma, mas não deve externar este tipo de sentimento. E digo mais, (antes que falem que isso é mágoa de colorado) isso vale também para Abel Braga que também já disse que não treinaria o Grêmio.

De mais a mais, de todo este "furdunço" que foi feito em relação ao Felipão no Inter uma coisa valeu a pena: O desespero de muitos torcedores gremistas com esta situação, não posso negar que me diverti muito com isso.

Infelizmente no final os gremistas ficaram aliviados, e os colorados frustrados. Mas este é o dia a dia da dupla grenal, em um dia os azuis riem e no outro os vermelhos se divertem, e assim caminha a humanidade rio grandense.

Agora uma reflexão: Se Luiz Felipe é tão identificado com o Grêmio como diz que é, por que em 15 anos ele nunca se quer deu chances ao Grêmio para re-contrata-lo?

Ele é gremista né? É milionário não é?

Então por que não vem treinar o Grêmio de graça ou por um salário "simbólico"?

Aham...Me engana que eu gosto.

E era isso!

Um comentário:

Fernando Amoretti disse...

Há 8 anos Felipão colhe frutos de um título importante de Copa do Mundo, vai de clube em clube arrecadando dinheiro e colecionando fracassos, não duvido de sua capacidade como treinador, mas como já disse antes, não vale 700 mil reais mensais. O Nilmar ganha isso.

Quero combinar uma coisa: se o Inter não contratar e reforçar seu grupo para 2010/2011, nem o Mourinho dá jeito.