domingo, 17 de maio de 2009

E o criador venceu a criatura!


A vitória do Galo sobre o Grêmio ontem teve um significado bem maior que os 3 pontos para Celso Roth. Quem viu a entrevista coletiva do treinador atleticano notou um semblante de satisfação. Foi a vitória de quem se sentiu injustiçado contra quem não fez justiça. 

A vitória foi justa, o Atlético-MG foi melhor que o Grêmio e fez mais para sair de campo como vencedor. Concordo que o árbitro utilizou dois critérios diferentes, marcou um pênalti para os mineiros e não marcou outro praticamente igual para os gremistas. Agora que fique claro para nação azul, que o Atlético é um time que vai disputar vaga para Copa Sulamericana, mais nada. E para um Grêmio que jogou com TODOS titulares e sonha com a América, é de se preocupar. 

A vitória do Atlético foi um tapa de luva na falta de humildade de Marcelo Rospide, que após seu primeiro jogo a frente da equipe profissional do Grêmio, nunca mais citou o trabalho realizado por Celso Roth. Achei isto uma falta de elegância e respeito enorme por parte do interino.

Rospide que não fez praticamente nada em relação ao trabalho do Celso, ganhou dos fracos na Libertadores, coisa que o antigo treinador também fazia e quando jogou contra equipes brasileiras se mostrou um treinador insuficiente. 

A informação é que segunda feira chega o “salvador” da pátria, Paulo Autuori. Excelente treinador, mas não é Jesus Cristo, não fará nenhum milagre e vai precisar de tempo como todos técnicos precisam. Além disso é um treinador que tem moral e vai cobrar reforços de qualidade da direção, e se não for atendido...

"Adios América"!

3 comentários:

Pedro Rafael Marques disse...

Não sabia do teu lado profético e deturpado de assistir a um jogo. O que tu viu ontem, foi um time muito superior ao outro, perder a partida por um erro bisonho de arbitragem e pela falta de qualidade dos seus atacantes na hora de decidir. Tal qual, ocorrera no Grenal de Erechim, onde a tua equipe foi amassada por esse esquadrão fraco e onde a arbitragem teve participação efetiva no resultado.

Quanto ao Adíos América, não te entendo, pois tu cria um contraponto ao que tu mesmo escreveste. Saiba que no mata-mata, qualquer coisa pode ocorrer, e não me surpreenderia que até a fraca equipe do GRÊMIO, venha a vencer o certame.

No que se trata, do pseudo "salvador da pátria", ele é léguas superior ao "pastor de ovelhas" que se acovarda nos jogos longe do Beira-Rio. Currículo não se compra, se conquista.

AUTUORI >>>>>>>>>>>>>>>>>TITE

Felipe Cunha disse...

Pedro, o primeiro tempo o Atlético AMASSOU O Grêmio, no segundo foi parelho. Juntando os 90 minutos, quem foi melhor?

Sobre o comparativo sem propósito entre os treinadores citados: Sim o Paulo Autuori tem mais currículo que o Tite, mas também já obteve insucessos. E não vejo toda esta diferença entre os dois como tu colocou.

Mesmo que seja no mata-mata, é muito raro uma equipe mais fraca vencer a mais forte. Quando é só um jogo, isso é mais possível.

Se o Grêmio não se fortalecer vai sim "bailar" na Libertadores...

Pode apostar!

Felipe Cunha disse...

Outra coisa: Que recalque é esse..Chorando por greNAL ainda...

Estranho que tu só lembra de Erechim, já que da pra citar qualquer greNAL nem vou falar nos outros DOIS que metemos vcs...Mas citou o último do ano passado, onde tua torcida FOI HUMILHADA dentro do Gigante tomando "4 balassos" e com show de D'Alessandro!