quinta-feira, 4 de junho de 2009

O Inter esta pagando caro pelo seu sucesso!


Venho ouvindo muitas coisas sobre o time do Internacional, e quase 100% delas são exaltações extremadas. Que o Inter tem "trocentos %" de aproveitamento, que o Taison é craque, que o Nilmar é craque, que o D'alessandro é craque, que o Lauro é um paredão...Que o Internacional joga o futebol mais bonito do país, e outras tantas coisas. 

Não quero discordar destas afirmações, porém quero alertar que estão colocando um peso quase que insustentável sobre as costas do colorado gaúcho. É cobrado do Internacional em todos os jogos atuações soberbas, de imposição, de toque refinado, etc. Ora bolas, todos sabem que futebol não é assim, estamos falando de um esporte onde a qualidade é apenas um dos fatores para definir o andamento de uma partida. E o fator local é fundamental para o estado anímico de qualquer equipe, quem joga em casa "amassa", quem joga fora se defende. Isso é o natural.

Só torcedores cegos, ou aqueles que querem colocar o Inter sob pressão, esperavam que na noite de ontem o time do Tite iria ter um jogo tranquilo. Evidentemente que não! Já esta na hora de pararmos de olhar apenas para o nosso umbigo e analisar o adversário. Mesmo que o Coritiba seja menos time que o Internacional, era óbvio que devido a necessecidade do resultado eles iriam ir pra cima do colorado. Desde a saída do Beira Rio na quarta passada eu venho dizendo que seria uma fumaceira, e foi.

A equipe liderada por Guinazu jogou como deveria jogar, com o regulamento embaixo do braço. E conseguiu  neutralizar o Coxa Branca, tanto que além do gol, os paranaenses tiveram apenas mais uma chance de marcar no jogo do todo, em um lance do Carlinhos Paraíba. De resto foram chutes de longe sem perigo e cruzamentos na área. E o Inter mesmo sendo "dominado", chegou 3 vezes na cara do bom goleiro Vanderlei.

Claro que eu gostaria de ver ontem e em outras oportunidades em jogos de mata-mata fora de casa o Inter se impondo e jogando como estivesse dentro do Beira Rio, mas isso é utopia. Tanto que é dito por muita gente que a maior atuação da história do Internacional foi dentro do Morumbi no primeiro jogo da final da Libertadores 2006. Só que aquilo foi uma EXCEÇÃO, é muito raro conseguir pressionar um adversário de qualidade dentro da casa dele em jogos de mata-mata.

O Internacional esta pagando muito caro pelos números que conquistou na atual temporada, a cobrança sobre as atuações estão demasiadas. Sinto que as pessoas estão aguardando ansiosamente por uma dececpção colorada para dizer com satisfação: - Viu, eu avisei!

Mas enquanto isso não acontece...Continuem secando! 

6 comentários:

Felipe Gomes disse...

Com certeza!!
O proprio gol do Coritiba, foi de um lance de fator técnico individual...de imposição fisica...golaço!
Mas é evidente que o time esta focado e aplicado, para um bem maior: o título.

É isso aí.

Fernando Amoretti disse...

Concordo com todas as afirmações e quero dizer uma coisa que o Felipe Gomes já vem me dizendo: o Internacional está se profissionalizando, é profissional e essa "pressão", que vem de todos os lados está sendo muito bem administrada pela Direção competente e o nosso treinador experiente e consciente de como se ganha competições de mata-mata e pontos corridos.

Vamos lá, rumo ao título.

Saudações...

andre vargas disse...

Eu leio De revesgueio !!!!

Felipe Cunha disse...

Valeu Andre! E por favor continue nos prestigiando.

Pedro Rafael Marques disse...

O time é bom, mas o treinador é covarde.

Felipe Cunha disse...

O Tite não é covarde, já provou isso no Grêmio e na Sulamericana 2008.