sexta-feira, 5 de junho de 2009

Seleção Brasileira



Amantes do futebol,
temos amanhã no estádio Centenário, na cidade de Montevidéu, a nossa Seleção Brasileira de futebol contra o Uruguai pelas eliminatórias da Copa de 2010 a ser realizada na Africa do Sul.

Me lembro de Seleção Brasileira, a partir de 1994, o tetra, com Dunga, Romário, Bebeto e Taffarel, seleção essa que encantou e trouxe de volta depois de 24 anos um título mundial para o Brasil. Ao longo dos anos, essa "Seleção", não ilustra mais a ilusão de time de sonho, time de espetáculo. O que vemos na "nossa" Seleção são políticas e politicagem para promover pessoas que não são interessadas em futebol. Por essa razão a Seleção não joga mais com alegria, com entusiamo. Os jogadores jogam na Seleção para simples promoção gratuita de seu futebol pelo mundo, para almejar um bom contrato, ganhar dinheiro.

Antigamente, jogar pela Seleção Canarinho, era uma honra, quase que um patriotismo incondicional, fazer parte desse grupo seleto de jogadores era a alegria maior da carreira de um jogador de futebol, e isso infelizmente se perdeu com o capitalismo sem limites do futebol.

Futebol é um negócio, é profissional. Mas na sua essência é também entretenimento, paixão, entrega de corpo e alma, e não apenas mais alguns milhares de dólares na conta bancária.

Jogadores, com status de superstar não se matam pela Seleção, mas estão sempre cotados a convocação enquanto que outros jogadores, chamados operários, não tem oportunidade de receber essa graça e honra, que é vestir a "amarelinha", por conta de pessoas mal-intencionadas que dirigem o futebol do nosso Brasil.

Saudações...

Um comentário:

Felipe Cunha disse...

Baita post!

Irretocável!