sexta-feira, 17 de julho de 2009

O "SUPOSTO MUNDIAL"

Quero antes de mais nada, afirmar que a Copa Intercontinental vencida pelo co-irmão Grêmio foi um grande título a ser conquistado, o maior até 2004. Muito sonhei e quis vence-lo, infelizmente não foi possível. Porém mesmo reconhecendo sua grandeza, basta pesquisar e não se deixar levar por uma lavagem cerebral que vemos não se tratar de um título Mundial, conforme é dito no país tupiniquim.

LEIAM ABAIXO COM MUITA ATENÇÃO.


Em 1960, Henri Delaunay criou a Copa Intercontinental, que seria disputada entre os melhores da Europa e América do Sul.

Na década de 1960, a europa já possuia um torneio continental, a Copa dos Campeões Europeus (hoje, Liga dos Campeões da UEFA), porém a América do Sul não possuia torneio semelhante. Sendo assim, no mesmo ano, a Confederação Sul-Americana criou uma competição continental e a batizou de Copa Libertadores da América, numa homenagem aos heróis da independência dos países sul-americanos. (EDITADO: VIU PEDRO, "SUL-AMERICANOS")

As partidas eram de ida e volta, feita no estádios de cada adversário. A primeira disputa foi entre Real Madrid, da Espanha e Peñarol, do Uruguai.

No final da década de 1970, por falta de incentivo e prezando a integridade de seus jogadores, os campeões europeus deixaram de participar da Taça Intercontinental. Assim, muitas vezes, os vice-campeões ocuparam a vaga de representante europeu. Em algumas ocasiões, nem o vice-campeão aceitara viajar para a América do Sul, cancelando a disputa da Taça, como ocorreu nos anos de 1975 e1978.

(EDITADO: PRESTEM ATENÇÃO NESTE PARÁGRAFO)

Para a disputa voltar a ser viabilizada, a empresa automotiva Toyota passou a patrocinar e organizar o evento, em conjunto com as confederações européia (UEFA) e sul-americana (CONMEBOL). Dessa forma, em 1980, iniciou-se a disputa do novo torneio intercontinental, desta vez denominado Copa Européia/Sul-Americana. No Brasil, popularizou-se a expressão Mundial Interclubes para referir-se ao torneio, pois apesar deste não ser um campeonato mundial de jure, era considerado por muitos um mundial em sua época. A taça era disputada em apenas um jogo, em estádio neutro, sempre no Japão. Inicialmente a disputa foi feita no Estádio Olímpico de Tóquio e depois no Estádio Internacional de Yokohama. A Copa Européia/Sul-Americana Toyota foi extinta em 2004.

FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_Intercontinental

FIM DE DISCUSSÃO.

************************************

Pedro, por "guela abaixo" não!

E era isso!

35 comentários:

Fernando Amoretti disse...

Realmente sou um rapaz que acredito em fatos e não em mitos.

Wikipedia ÁS VEZES não é muito confiável por se tratar de uma enciclopédia virtual editado por usuários como nós, ou seja, qualquer coisa pode ser escrita.

Mas pesquisando a fundo em órgãos de futebol conceituados e de renome como confederações sulamericanas e mundias, isso se confirma com facilidade.

O Mundial possui uma fórmula desde 2004 diferente de outros anos, assim como o Campeonato Brasileiro.

Mas se contestamos o Mundial do Corinthians em 2000 porque não contestar o do Grêmio em 1983 se foram disputados de forma diferente a fórmula atual ?

Saudações...

Felipe Cunha disse...

Na verdade não há o que contestar, é só não se cegar e olhar as coisas como elas são, e não como querem que ela seja.

Simples.

Quero novamente chamar atenção de que não estou menosprezando o a Copa Intercontinental, era um grande título, mas seu próprio nome já dizia: INTERCONTINENTAL e não Mundial.

Felipe Cunha disse...

Só para complementar.

É um engano quando se diz que o Wikipedia aceita tudo, isso não é verdade. Existem moderadores que analisam as edições para depois aceita-las.

Tanto que o Wikipedia se tornou uma ferramenta de pesquisa, eu particularmente uso muito para estudos da faculdade.

Felipe Cunha disse...

Obrigado pela participação.

Pena que o nível de educação foi muito baixo, e sem assinatura.

Mas eu entendo a mágoa.

Fernando Amoretti disse...

Felipe, peço a gentileza de criar uma política de comentários para que essas barbaridades não aconteçam.

Se não tem argumentos fica quieto e não venha manchar um blog sério e íntegro.

Com todo respeito não posso deixar esse tipo de comentário no blog.

Felipe Cunha disse...

Visando manter a qualidade e o nível das discussões do blog não são mais permitidos comentários anônimos no De revesgueio.

Fernando Amoretti disse...

Obrigado Felipe.

Felipe Cunha disse...

Para esclarecer:

Apaguei um comentário de um leitor ANÔNIMO que usou palavras de baixo nível e ofendeu participantes do blog.

Peço a compreensão de todos.

Fagner Pereira disse...

Galera, vamos maneirar. Não queremos que cidadãos, como este, estraguem o nosso blog. Mas também não concordo com a FIFA em retirar da história mais de 44 anos só pq ela não estava a frente da organização. Enfim, uma discussão que poderia durar a vida toda. Meu Grêmio é sim campeão mundial. E vale lembrar que o antigo campeonato fazia a final entre o campeão Sul Americano e o campeão da Europa. Pois bem, em cinco campeonatos mundiais pelo "manto" FIFA todos os finalistas foram entre campeões Sul Americanos e Europeus. Então, temos um campeonato FIFA mais organizado e democrático, mas na prática mesmo, nada mudou.

inté.

Felipe Cunha disse...

Fagner, belo comentário.

Eu não entro no mérito FIFA, até pq a propria deu um "Mundial" de graça para o Corinthians.

O que me prendo é pela questão de dar a chance a todos, pelos critérios. Claro que os clubes da America e Europa sempre serão favoritos, mas o mundo não se resume aos dois continentes, e os outros devem ter pelo menos a chance de levar o caneco. Concorda?

É o mesmo que fazermos um torneio de futebol entre times de UM OU DOIS bairros e chamar o Campeão de Campeão da Cidade.

Outro detalhe, a Fifa não tirou nada. Até pq a competição nunca foi oficialmente um Mundial, basta ler o histórico. A Fifa deu para ela o nome que já era dela própria, INTERCONTINENTAL.

Alexandre Oliveira disse...

É pra dizer a verdade? Vamos lá...
O Felipe sabe muito bem a minha opinião a respeito disso. Grêmio é CAMPEÃO DO MUNDO SIM! Campeão Mundial Interclubes! Assim como o INTERNACIONAL!

Respeito quem contesta estes fatos, principalmente usando argumentos, como o Felipe sempre utiliza. Mas eu acho uma bobagem discutir isso, na minha opinião o valor é o mesmo. E FIFA pra mim não quer dizer nada. Tanto que não considero o MSI campeão do Mundo em um torneio de Verão, mas o velhinhos da FIFA consideram...fazer o quê?

Abraços!

Felipe Cunha disse...

Alexandre, respeito a tua opinião e concordo em relação FIFA, tanto que já coloquei isso.

A questão de o Grêmio ser ou não Campeão do Mundo não é OPINIÃO MINHA, não fui eu que criei a competição. Eu apenas relato fatos.

Se em toda a história os ORGANIZADORES da competição não trataram ela como mundial, pq eu vou tratar?

É apenas uma questão cultural, no Brasil isso se popularizou. Mas popularizar é uma coisa, ser realmente de fato é outra bem diferente.

Além disso o erro da tal popularização não atinge apenas o Grêmio, mas tb o Flamengo,São Paulo e o Santos...Todos influenciados por uma comoção cultural.

Fagner Pereira disse...

ALEXANDRE

o melhor comentário e a melhor visão sobre mundial, intercontinental, mudial interclubes FIFA ou não.

Para encerrar a minha participação, acho essa discussão pífea diante de dois grandes clubes do futebol gaúcho, brasileiro e até mundial.
São dois campeões mundiais, um no cenário pré-FIFA e outro no cenário pós-FIFA. Esses dois títulos só fazem o Rio Grande ser maior em termos de futebol.


E FELIPE.
Quanto a popularização, acredite amigo ela tem força. ou tu não chama palha de aço de Bombril? ou Xerox de fotocópia?
Então amigo, o que posso dizer é que a popularização tem força.

E além de relatar fatos, relate também a tua opinião. E eu acho que vou ficar tranquilo. Pois acredito que tu pense como o Alexandre.

Felipe Cunha disse...

Fagner,

Primeiro não acho uma discussão pífia, até pq em nenhum momento levantei questões infundadas, não coloquei nada do tipo: Não é, pq não é! Mas te entendo, talvez tu ache pífia por ser torcedor do Grêmio e se sinta atingido.

É óbvio que a popularização tem força, não tenho dúvidas. Tanto que NO BRASIL Intercontinental virou Mundial, transformaram uma coisa em outra.

Minha opinião, eu já expressei. É um grande título, mas Intercontinental e não Mundial, pelo motivos que já apresentei.

Fagner, foi como eu disse: esta competição não foi feita para ser mundial nem pelo seus organizadores. Nem a Toyota que era parte mais interessada quando assumiu a competição fez a exigência de que fosse um mundial. Pelo simples fato de envolver apenas dois continentes.

Se os gremistas, santistas, flamenguistas, são paulinos querem se considerar Campeões do Mundo, tudo bem, cada um pensa o que quer e podem se achar Campeões do Mundo. Juro que entendo, só não concordo.

A questão que fica é que perante ao futebol mundial este título sempre será "discutível", até pq na maior parte dele não é considerado mundial. E isso não pode se negar. Já o Mundial organizado a partir de 2005 é inquestionável, por motivos óbvios.

Mas deixamos assim, ficas com teu "mundial", que eu fico com o meu MUNDIAL.

E domingo tem greNAL! ;O)

Felipe Cunha disse...

Há!

Sobre a opinião do colega Alexandre, eu respeito ela. Somente discordo. Não é pq se trata de um colorado como eu que iremos concordar sempre.

Até pq esta é uma discussão bem acima da rivalidade greNAL, é um debate sobre critérios.

Fagner Pereira disse...

te odeio.

Felipe Cunha disse...

Hehehe!

Adorei!

Abraço!

Fernando Amoretti disse...

Gremistas e colorados.
Fiz um trabalho de tradução do site da FIFA, onde relata um pouco da História do clássico e dos clubes.

O texto original encontra-se no site oficial em inglês e segue abaixo o trecho traduzido por mim e novamente ressalto: CONSTA LÁ.

"Grêmio conquistou uma Copa Toyota, duas Libertadores, dois Brasileirões e quatro Copas do Brasil. Internacional tem "FIFA Club World Cup", ou seja Mundial de Clubes FIFA, Copa Libertadores e Copa Sulamericana, conquistou o Brasileirão três vezes e ganhou uma Copa do Brasil. O lado do Beira-Rio assegurou 39 conquistas estaduais, quatro a mais que os inimigos do Olímpico. (depois uma parte que não consegui traduzir). Grêmio é o 1º do ranking de clubes da CBF. Internacional ocupa a 8ª posição."

Contra fatos não há argumentos.
Consultem o site da FIFA e não tem mais discussão.

Toyota Cup não é Mundial de Clubes FIFA. Ou é ?

Saudações...

Fagner Pereira disse...

é.

Fagner Pereira disse...

Vou dizer uma coisa diferente de tudo que já foi dita por este tópico.

CONTRA FAGNER, NÃO HÁ ARGUMENTOS.

Eu não sei vocês, mas sou campeão do Mundo.

Fernando Amoretti disse...

A torcida do Flamengo também se acha a maior do Mundo.

Cada um, cada um.

Fernando Amoretti disse...

O Inter e nem os colorados tem culpa das declarações da FIFA.

Felipe Cunha disse...

Olhem só o que vou fazer, antes que uns e outros digam que isso meus argumentos, é "papo de colorado".

O Fernando acaba de postar um comentário fundamentado, embasado, inclusive com fonte.

Porém vou me permitir fazer uma ressalva, uma pequena discordância: A credibilidade da FIFA na minha opinião caiu por terra quando deu de presente um "mundial" ao Corinthians. Até não gosto da expressão usada as vezes pelo próprio Inter: "Campeão do Mundo FIFA".

A questão não ser FIFA, a questão ter coêrencia e critério, coisa que o Mundial organizado pela FIFA tem.

Felipe Cunha disse...

Heheheh...

Contra Fagner, não há argumentos.

hehehehe...

Muito boa!

Pedro Rafael Marques disse...

A FIFA é uma instituição política e que como todas que se baseiam nesses parâmetros, elas buscam o capital como solução para os seus problemas. Nada mais justo, pois o mercado do futebol, é extremamente capitalista. Mas, todos sabem que os campeões africanos, asiáticos e da Concacaf, jamais reunirão qualidade técnica para vencer um Milan, Real Madrid, Boca Juniors, GRÊMIO e etc.

Quando isso ocorrer, o Gabiru virs craque.

Fagner Pereira disse...

toma!

Felipe Cunha disse...

Toma o que? Não entendi, ninguém argumentou nada contra o que coloquei. Até por que eu postei não é opinião pessoal, são fatos da história...

Aliás não tem o que argumentar, seria o mesmo que afirmar que Pedro Alvarez Cabral não descobriu o Brasil.

Sobre a FIFA eu já coloquei minha opinião, é indiferente ser FIFA ou não, o que importa é o critério.

O mais estranho que como bom "amante do futebol" tu te calou sobre os outros argumentos FUNDAMENTADOS que coloquei, e não vou coloca-los novamente para não me tornar repetitivo. Te entendo, não há que falar.

Bom Pedro tuas garantias não querem dizer nada para o mundo do futebol. O fato é que todos que disputam podem vencer, independente de "tamanho". Isso não pode ser contestado.

Entendo tua obsecação pelo Gabirú, afinal de contas a tua maior dor futebolística da tua vida partiu dos pés dele.

Fagner Pereira disse...

TOMA
ÁGUA COM AÇÚCAR FELIPE,
ÁGUA COM AÇÚCAR...

e outra, eu não me calei, apenas desisti de te convencer do que eu penso. Assim como tenho as minhas convicções, tu tem as tuas e pronto. Fica assim.

Só não te esquece...
ÁGUA COM AÇÚCAR FELIPE... TOMA!

Felipe Cunha disse...

Fagner,

Se tu soube-se a tranquilidade que tenho para escrever.

E tu não precisa me convencer do que tu pensa, eu respeito teu sentimento. Só discordo dele, apenas isso.

PS: Sobre se calar, não pra ti. Foi pro "amante do futebol" que temos no blog.

Pedro Rafael Marques disse...

Basear-se em dados do Wikipédia é apelar demais. Um fonte confiável como essa, não tem como discutir..hahahaha

Felipe Cunha disse...

Pedro,

Quando não se argumentos, se dá risada.

Me responda uma pergunta:

O conteúdo do post baseado no Wikipedia é mentira? SIM OU NÃO? Pergunta simples, resposta simples.

PS: Deveria te informar mais sobre o funcionamento do wikipédia.

Pedro Rafael Marques disse...

Qualquer tresloucado escreve no Wikipédia, a fonte não é confiável, e todos sabem disso.

Ou tu acredita que a Guarda Popular copia a Geral do Grêmio, como diz no Wikipédia?

Wikipédia, tá mais pra Wikipiada!

Felipe Cunha disse...

Pedro, tu não é ignorante..Eu sei disso, mas tu te faz.

Para o teu desespero o Wikipedia é moderado meu amigo, não se coloca qualquer coisa, não diga asneiras!

MAS VOU REPETIR:

O conteúdo do post baseado no Wikipedia é mentira? SIM OU NÃO? Pergunta simples, resposta simples.

Aguardo.

Felipe Cunha disse...

E o silêncio continua...

Felipe Cunha disse...

Contra fatos, nã há argumentos.

Bingoooo!!!!

hehehehe...