segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O FIM DA ERA TITE



Não serei oportunista neste momento, não vou massacrar o ex-treinador colorado. Até por que sempre disse aqui que ele é bom treinador. Possui suas limitações, e entre elas a que mais me incomoda é o seu conservadorismo. 

Ontem diante do Coritiba o seu lado conservador se escancarou, escalar Maycon, Sandro e Guinazú é um atestado de falta de ousadia. Antes do jogo a derrota já estava decretada.

Tite perdeu a confiança do grupo, na gíria do futebol: Perdeu o comando do vestiário. E quando isso acontece é fatal.

Volto a dizer: Tite é bom treinador. Ele esta no grupo intermediário dos treinadores brasileiros, não entra na turma de Muricy, Mano e Luxa, mas também não desce para o nível de Cuca, Osvaldo de Oliveira, PC Gusmão, Geninho, etc.

Enfim, a mudança neste momento é necessária no Internacional, algo deve ser feito para que pelo menos a vaga no G4 seja conquistada, já que o título foi posto fora.

Uma pena.

E era isso!

3 comentários:

Pedro Rafael Marques disse...

Como te dissera por email, há um ano e meio atrás. É treinador para quem ambiciona pouco e péssimo nas substituições.

Se o time for mal, não será por causa dele que se tornará um vencedor.

Fernando Amoretti disse...

Tite estava desgastado há muito e tempo e a época para trocar passou.
Agora não era a hora. Vai comprometer a chegada e permanência no G-4.

Felipe Cunha disse...

Fernando, eu gosto do Tite. Mas não tinha mais "clima" pra ele no Beira Rio, a campanha no segunto turno é bisonha...