quinta-feira, 29 de outubro de 2009

PROTESTO, VITÓRIA E PROTESTO

Numa partida em que a torcida protestou veementemente contra alguns setores da equipe e comissão técnica, o GRÊMIO conseguiu a vitória ante a equipe catarinense do Avaí. Vaias no anúncio do treinador, gritos de protesto antes da partida e faixas contra Autuori, foram a tônica antes da partida no Olímpico.

No decorrer da partida, o placar de 3 x 1 foi construído a partir de um pênalti do goleiro Eduardo Martini sobre Perea, ao meu ver um pouco duvidoso. Após esse lance, ocorreu a expulsão de Fábio Rochemback, um jogador que não corresponde às expectativas que a direção e torcida depositaram nele. E por sinal, a partir desse episódio, o time gremista subiu de produção na partida, ampliando o placar na segunda etapa, com um gol de Maxi Lopez. Mas devemos dar destaque para o lance do terceiro gol, em que Douglas avança do meio-campo até a intermediária para dar uma assistência precisa para Souza, e completar o resultado. Um bonito gol que coloca o GRÊMIO provisoriamente na sétima colocação, pois pode ser ultrapassado em caso de empate ou vitória do Goiás contra o Palmeiras.

Após o jogo, novos protestos com cânticos contra a direção e comissão técnica, e mais alguns torcedores que se manifestaram em frente ao setor das tribunas de honra, marcaram a noite em que os três pontos foram importantes, mas o grito de indignação se fez presente.

5 comentários:

Felipe Cunha disse...

Já era hora do torcedor gremista fazer alguma coisa, aliás até passou da hora.

Pena que foram poucos torcedores ao estádio...

O grêmio já vem pensando em 2010, será que pensa na situação do seu treinador?

Fagner Pereira disse...

Existem coisas que só técnicos e dirigentes veem. O jogador Rockemback não está nem perto de uma forma física aceitável e muito aquem das espectativas. Ora, se não está jogando, a culpa não é do atleta... e sim da comissão técnica que o escala para uma partida. Perea é um arremedo de atacante e deveria ter sido descartado já no ano passado. Fora alguns posicionamentos, ao meu ver, equivocados, como o de Lúcio na lateral esquerda, que está sempre atrás da linha da bola, não fazendo nenhuma ultrapassagem em velocidade. E por fim, Souza, que já deu melhores contribuições e hoje é um jogador sumido e omisso. Vamos ver o que acontece, mas comissão técnica e dirigentes, todos estamos vendo que Douglas Costa quer e precisa jogar.

Fagner Pereira disse...

Por tudo isso passa a indignação do torcedor que ontem protestou. E Autuori, por não dar entrevista após o jogo, mandando o seu auxiliar Rene Weber mostra toda a sua falta de respeito com o torcedor gremista. Ora, se na Europa técnico não dar entrevista depois do jogo é normal, aqui não é... e nunca será. Aqui o futebol é paixão, é amor e não é apenas uma peça de teatro que se aplaude.

Fagner Pereira disse...

E para terminar, não dá pra acreditar a falta de qualidade dos árbitros brasileiros. Querem aparecer mais que o próprio jogo, não tem critérios, não sabem conduzir uma partida fácil, digo, fácil como a de ontem no Olímpico. E árbitro que perde o controle de uma partida como a de ontem não dá.
Na minha opinião a entrada de Eduardo Martini em Perea no penalti foi pior que a entrada de Rockemback ao ser expulso. E a cotovelada na cabeça de Maxi Lopes era digna de expulsão também. Mas aí é cartão amarelo pra lá e pra cá e os critérios se vão por água a baixo.

Que acontece com a arbitragem no país dos tupiniquins?

Felipe Cunha disse...

O lance do Autuori não dar entrevista foi uma falta de respeito sem tamanho.