quinta-feira, 29 de abril de 2010

UMA DIREÇÃO, SEM DIREÇÃO.


Sou um admirador de Fernando Carvalho e Vitório Píffero, os dois redesenharam o Internacional para o mundo da bola. Com eles o Inter voltou a ser grande como um todo, e não apenas um gigante adormecido. A partir desta gestão atual o clube acordou novamente para as grandes façanhas.

Eu não sou agradecido apenas pelos títulos que voltaram, mas também por voltar a disputa-los, ganhar ou não é consequência. Fico feliz em ver o Inter ser considerado um dos favoritos em quase todas (ou em todas) as competições que disputa. Isso mostra a grandeza do clube.

E tudo isso a torcida colorada deve a Carvalho e Píffero, fato.

Mas parece que esta infinidade de acertos estão fazendo mal aos dois, não estão conseguindo ver os seus próprios erros. Vou me prender somente no ano de 2010, até para não me alongar.

- O Inter entrou na Libertadores da América sem contratar nenhum GRANDE REFORÇO. A melhor contratação foi Nei, que é um bom lateral, mas não esta nas suas obrigações ser decisivo. Todas as equipes brasileiras se reforçaram para a competição, menos o Inter.

- Trouxeram um treinador totalmente fora da realidade brasileira, e a consequência esta ai.

- Escantearam um preparador físico de seleção brasileira (Fabio Mahseredjian) para dar o lugar a outro profissional que ninguém conhecia.

- Mais uma vez perderam a oportunidade de trazer Muricy Ramalho, hoje no Fluminense.

- Acreditaram em jogadores como Edu, Kleber Pereira, Eller, Índio (obrigado por tudo), Sorondo e não deu a devida a atenção para garotos como Marquinhos, Damião, Ytalo e Thiago Humberto.

- Acreditaram em Lauro, e tardiamente contrataram um goleiro para ser titular.

- Tentando remendar o erro de não trazer um grande atacante, contrataram Everton do Caxias como solução para Libertadores da América. Coitado do garoto, que gelada.

Além de tudo isso a direção colorada esta vendo o Inter afundar nas mãos de Fossati e não toma nenhuma atitude. Não serei prepotente em duvidar do conhecimento de futebol da direção do Inter, e justamente por isso sei que eles da mesma forma que eu sabem que o destino do Inter na Libertadores é a eliminação na semana que vem ou um pouco mais adiante. Não tem como ganhar a América jogando desta forma, sem chance. E eles sabem disso, falta admitir.

A sensação que tenho é que os dirigentes colorados estão empurrando o ano de 2010 com a barriga...Infelizmente.

E era isso!

Um comentário:

Fernando Amoretti disse...

Infelizmente o torcedor também tem que admitir que o ano já se foi.
Os mais pessimistas já pensam em 2011.