quarta-feira, 5 de maio de 2010

GRÊMIO, ATITUDE VARZEANA.


É inconcebível a direção do Grêmio colocar no seu museu o caixão vermelho utilizado por Hugo na festa do título do Gauchão. Inacreditável.

Torcedor fazer isso tudo bem, torcedor é paixão e tudo que vier da arquibancada fora violência esta valendo. Mas os mandatários do clube entrarem nessa é ser VARZEANO, é ser BAIXO NÍVEL, é ser "RASTAQUERA"!

Eu sei que vão dizer que estou falando isso pelo fato de ser colorado e blá, blá, blá. Porém mesmo sendo torcedor do Internacional, eu tenho noção de que postura a direção de um grande clube deve ter, e com certeza não é esta. Isso que foi feito é "jogar para torcida", os torcedores gremistas claro que vão achar engraçado e irão se divertir. Porém para aqueles que querem um clube cada vez mais profissional, cada vez mais organizado, que almejam GRANDES TÍTULOS e querem ver um Grêmio vencedor novamente sabem que esta atitude não condiz com a grandeza do tricolor.

Essa patifaria apresentada pelo Grêmio está acima da rivalidade, ou melhor A BAIXO da rivalidade. No nível do profissionalismo que esta o futebol hoje em dia não cabe mais fazer isso, o Hugo já mostrou falta de respeito quando teve esta atitude. Aliás, ficou feio até pra ele.

Mas pior que o Hugo, estão fazendo os cartolas do tricolor, levar isso adiante é baixaria. E é por estas e por outras que o espírito de segunda divisão não sai do corpo de muitos tricolores. Lamentável.

PS: Garanto que Fabio Koff e até mesmo Paulo Odone não permitiriam isso acontecer.

E era isso!

5 comentários:

Fernando Amoretti disse...

Isso mancha a história dos homens sérios do Grêmio.
E quanto ao clube é isso mesmo. O caso Jonas x Taison ainda vai dar pano pra manga.

Fagner Pereira disse...

Vou fazer das tuas palavras as minhas. Lamentável, mas na hora até qe eu gostei. heheheh

Felipe Cunha disse...

Perfeito Fagner. Como torcedor eu te entendo, mas não podemos esperar estas atitudes dos dirigentes.

Diogo disse...

Sem palavras, um grande clube fazer esse tipo de coisa, nivel de caxias.

Pedro Rafael Marques disse...

Estamos numa mediocridade de dirigentes no futebol nacional, que isso nem me espanta muito.

Nota zero