domingo, 16 de maio de 2010

A IMBECILIDADE, O ASSASSINO E WALTER


Neste post vou falar sobre três situações vivenciadas pela dupla grenal neste domingo. Antes de mais nada quero pedir desculpas pelos termos fortes como: "Imbecilidade e assassino", mas fiquem tranquilos, eu explico.

Não assisti o jogo do Grêmio diante do Corinthians de Mano Menezes, basicamente sei apenas o resultado. Mas não é sobre o jogo em si que quero falar, e sim sobre a IMBECILIDADE gremista em escalar Mário Fernandes. Na semana passada o departamento médico tricolor já tinha avisado que não era recomendável a escalação do garoto devido aos seus problemas no ombro. Mas como o jogo no Olímpico diante do Santos seria uma decisão era compreensível que Mário fosse para o sacrifício, como também seria compreensível se por acaso fosse escalado novamnte no jogo da volta diante do Santos na próxima quarta-feira.

Então a pergunta é: Por que escalar um jogador importante que vem jogando no sacrifício em um jogo válido pela segunda rodada do campeonato brasileiro, as vésperas de uma decisão? Só tem uma explicação: IMBECILIDADE! Não havia necessidade alguma de escalar Mário Fernandes e agora o Grêmio tem um "problemão" pela frente, caso Mário não jogue na Vila a missão tricolor será ainda mais difícil.

Agora falando do jogo vencido pelo Internacional sobre o famigerado e destroçado Goiás, eu gostaria de valorizar a vitória colorada pelo fato de ter jogado com um time reserva, a exceção de WALTER.

Porém mais uma vez o Internacional venceu "APESAR" de Jorge Fossati. Digo isso por que o treinador uruguaio sacou antes dos 20 minutos da segunda etapa o melhor jogador do Inter ao lado de Walter na partida, o camisa 7 Taison. Taison vinha dando o ritmo do time colorado, por causa de sua velocidade a equipe vinha criando várias oportunidades. Mas Fossati tirou Taison e deixou em campo o inoperante Edu, que não jogou absolutamente nada! Inexplicável.

Fossati com esta atitude ASSASSINOU o time do Inter na partida, depois da saída de Taison o time ficou uns 10 minutos sem ameaçar o Goiás. E o Inter só foi ressucitado devido a atuação de gala de WALTER. Não pensem que a vitória veio por que o treinador colorado mexeu bem na equipe, de forma alguma. A vitória veio por que WALTER jogou na posição dele, como centroavante e não caindo pelas beiradas como vem jogando ao lado de Alecsandro.

Se Fossati tiver a inteligência que se espera dele, WALTER será mantido como centroavante com Taison sendo seu companheiro de ataque. Quinta-feira é o jogo do ano, espero que Fossati colabore com os anseios colorados.

E era isso!

Um comentário:

Diogo disse...

Felipe
Concordo com quase tudo que falaste, só não acho que o Taysson deva ser titular...jogou bem ontem, mas o retrospecto dele não é bom...acho que ele deve manter o mesmo time e se precisar ai sim colocar o Taysson no segundo tempo ( quando ele entra no meio do jogo ainda mais mordidinho como esta acaba jogando bem).