quarta-feira, 21 de julho de 2010

ELE MERECE SER TRATADO ASSIM?


Antes de mais nada quero que as pessoas que leiam este post entendam bem o que vou dizer.

Quem acompanha o blog sabe que eu sempre fui um defensor do centroavante Alecsandro. Na verdade a palavra "defensor" é dispensável para este jogador, por que sendo racional, é necessário "defender" um jogador que fez 47 gols em 97 jogos?

Em qualquer lugar do mundo um jogador que tenha estes números, é ídolo, é no mínimo respeitado pela torcida. Mas no Internacional não. No Internacional este jogador é perseguido, mal tratado, vaiado por seus torcedores, jogo após jogo.

Já Rafael Sóbis é um dos maiores ídolos da história do clube, diga-se de passagem com toda justiça. Já que ele foi decisivo para o Internacional na campanha que de 2005 que trouxe de volta o clube para a Libertadores, e principalmente por que foi fundamental nas finais da competição. Foi o grande destaque da equipe na conquista da América em 2006.

Porém os números do Sóbis são bem inferiores aos números do "Cone", Rafael fez 40 gols em 130 partidas.

- "Há então quer dizer que o Alecsandro é melhor que o Sóbis?"
- "Não, não é!"

- "Então o Alecsandro tem que ser mais ídolo que o Sóbis?"
- "Não, não tem!"

Rafael Sóbis é mais jogador, e é muito mais importante para história do clube do que Alecsandro.

Porém a pergunta é: Mesmo que Alecsandro não seja amado pelos torcedores como Rafael Sóbis, ele merece o tipo de tratamento que vem recebendo da torcida colorada?

Pare e pense colorado.

E era isso!

Um comentário:

Fernando Amoretti disse...

O Alecsandro ainda não é o ídolo que Sóbis é pois lhe falta um título.

Deixa ele fazer dois contra o São Paulo e mais dois contra o Chivas que estrá no museu do Beira-Rio no outro dia.