quinta-feira, 19 de agosto de 2010

MUITO MAIS QUE UM VÍCIO, MUITO MAIS QUE AMOR



Dos mais de 53 mil torcedores presentes no Gigante da Beira-Rio, 4 são especiais para mim por terem compartilhado a grande alegria de ver o meu Inter ser novamente campeão da América. 

Muito obrigado Alexandre, Diogo, Felipe Cunha e Felipe Gomes.
O sentimento que me tomou na noite de ontem é algo que poucos torcedores sentem. Poucas pessoas são tão apaixonadas por algo como eu sou pelo Internacional. Investimento com retorno sempre. Torcer é amar incodicionalmente um clube, uma bandeira, uma instituição, uma academia de futebol.

Estou vivendo uma das melhores décadas do Inter. Bi da Libertadores, possivelmente Bi do Mundial. Disputando títulos todos os anos. Mas hoje o sabor desses títulos é muito mais doce do que qualquer outra coisa, pois nos momentos ruins eu também estava lá. Jogando moeda no Portão 8, pedindo a saída de técnicos, de jogadores, de presidentes, observando ano após ano o arqui-rival empilhar títulos e viver nos humilhando pois tinham 2 Libertadores, pois eram campeões Mundias. E o meu Inter não era nada. Que meu Inter era o Inter Caldas.
Mais do que direcionar esse post para os colorados que não abandonaram sua fé, eu direciono sim para os gremistas fracos de espírito. Os gremistas que acreditam num grandeza e imortalidade inexistente. Times fantásticos do passado acabaram. Estamos falando do futebol moderno, visto no máximo ontem, hoje.
Onde anda o Santos de Pelé ? Ganhando regional e Copa do Brasil.
Onde anda o Flamengo de Zico ? Atual campeão brasileiro com as calças na mão.

Nenhum outro time disputa decisões como o Inter nos últimos 5 anos.
O Inter é sim, com méritos: O MELHOR TIME DA AMÉRICA.
Melhor que mexicanos, chilenos, argentinos, peruanos, paraguaios e principalmente BRASILEIROS.
O Inter é novamente o time a ser batido, e mantém-se assim pois trabalha com seriedade e profissionalismo, e não com amadorismo e torcedores na diretoria.
A maior e melhor torcida do Rio Grande é de verdade, aplaude qualidade e não carrinho. Aplaude títulos e não desculpas.
E cinematograficamente não tem nada de INACREDITÁVEL, e sim somente coisas reais e de valor. TAÇA, TAÇA E TAÇA, sempre na elite do futebol.

Nada se compara ao Inter nesse momento. Mas ainda não posso morrer. Quero sentir de novo a conquista do Mundial e pelo menos mais duas Libertadores.

Saudações aos colorados de todas as querências...

4 comentários:

Nelson Willian disse...

ehhh.. depois de ter sofridos e aguentado no osso muita coisa, por anos...

Os papéis aqui no sul estão invertidos...

Aproveitem o momento.
Nos Gremistas estamos ficando sem argumento.

Parabens aos colorados e sua direção!

Felipe Cunha disse...

Parabéns pelo texto Fernando e agradeço a parceria. Vive ao teu lado e de outros grandes amigos a minha maior emoção dentro do beira-Rio em todos estes anos de arquibancada.

Ainda estou anestesiado!

**********

Nelson,

Nada esta invertido, Deus apenas esta fazendo justiça. Lembra a anos atrás , lá na época do colégio...Quando tu folgava e pisava nos colorados?

Agora tu e toda a não azul esta pagando os pecadinhos...hehehehe!

Um grande abraço do CAMPEÃO DE TUDO e mais um pouco tchê!

Nelson Willian disse...

Mas legal que o inter tenha aprendido com seu Pai tricolor. Sempre é bom ver um filho seguindo os passos do pai.

Felipe Cunha disse...

Pai?

Me da um motivo para o Inter ser filho Gremio?

PS: Adoro estas discussões! :)