terça-feira, 15 de março de 2011

TERRORISMO NO RIO GRANDE!


A guerra esta declarada. Enquanto a imprensa gaúcha não tirar Celso Roth do estádio Beira-Rio não haverá descanso. Quem acompanha o noticiário esportivo na televisão, rádio e internet, sabe sobre o que estou falando. Desde os tempos de Grêmio Celso Roth apesar de gaúcho é persona non grata na República de São Pedro, ou melhor, desde 1997 quando treinou o Internacional pela primeira vez Celso Roth não passa na goela da crônica gaúcha.

Todas as palavras ditas pelo treinador são destorcidas e se transformam em veneno nas interpretações dos profissionais da mídia. Para materializarmos isso basta voltarmos à entrevista coletiva concedida pelo treinador no último domingo, após o jogo diante do Caxias.

Os “entendedores” e comentaristas esportivos na sua ampla maioria (o que não quer dizer todos) “INVENTARAM” que Celso havia CRITICADO Oscar e ELOGIADO Zé Roberto. Se simplesmente levarmos em conta o que foi dito e ignorarmos o contexto, a conclusão poderia ser esta. Porém é obrigação do profissional de imprensa, o qual esta lá porque teoricamente é capacitado para isso, saber compreender e interpretar entrevistas da maneira correta e levar a sua audiência uma opinião imparcial e verdadeira.

Celso Roth não criticou Oscar da forma que foi dita, ele ressaltou a qualidade do jogador e simplesmente disse que o garoto precisava melhorar. Isso é mentira? Todo jovem que surge com algum talento a imprensa já quer transforma-lo em craque. Se o treinador não puxar o “freio de mão” vira “oba-oba”. Fez certo o Celso, tem que deixar o garoto com os pés no chão mesmo, além do mais Oscar só tem 19 anos e obviamente tem muito que aprender, principalmente taticamente.

Em relação a Zé Roberto o treinador apenas disse que ele não foi bem, mas é um jogador de qualidade e que é será importante para o time. Pronto, nada de mais. Até por que foi o primeiro jogo no qual o jogador foi realmente mal, nas outras partidas sempre mostrou qualidade. Ou estou mentindo?

Passada a entrevista coletiva e o chilique dos especialistas se deu início a um terrorismo em todos os veículos de comunicação, especulando a possibilidade de Celso Roth jogar com quatro volantes na Bolívia. O treinador nunca disse que jogaria assim e nem nunca treinou com tal formação, mas a competente e digna imprensa gaúcha interpretou que o treinador acenou com tal possibilidade AO CRITICAR OSCAR. É muita maldade...

A “bofetada do técnico colorado nos beiços da crônica esportiva” veio da maneira mais límpida e inteligente possível. O comandante colorado no único treino em solo boliviano antes do jogo, levou a campo Bolatti, Guinazú, Tinga e Oscar no time titular. Então eu pergunto: - Onde estão os quatro volantes?

Eu mesmo respondo: - Ficaram nas mentes maldosas e nas línguas venenosas da valorosa imprensa esportiva rio-grandense.

Força CELSÃO!

E era isso!

3 comentários:

Fernando Amoretti disse...

Felipe, é notório o desrespeito com o profissional Celso Roth. Mal ou bem é campeão da Libertadores. E não tem feito um trabalho ruim.

Pode melhorar com certeza.
A bola da vez da mídia será a possível vinda de Muricy.

Não sei quanto ganha o Celsão, mas não Muricy não vale mais R$ 700 mil.

Felipe Cunha disse...

Todo profissional SEMPRE pode e DEVE melhorar, obviamente com Roth isso não é diferente.

O problema é que se o Inter perde ou empata, a culpa é do Roth. Quando o Inter ganha é pq tem D'Alessandro, Damião, Oscar, etc.

O Inter jamais vence pelos méritos do Celso. É complicado né?

Sobre Muricy, não tenho dúvidas que um dia ele voltará ao Beira-Rio, não sei se é agora, acredito q não. Roth ficará e calará seus "admiradores".

Muricy sabe q ninguém no Brasil pagará o que ele ganhava no Flu, ele mesmo confirmou isso. O certo é que ele irá escolher um clube que além de pagar bom salário dê tb uma estrutura para q ele possa realziar um trabalho a longo prazo. By Inter e São Paulo.

Mais uma vez os detinos de Inter e Muricy parece que não irão se cruzar novamente, pelo menos não por enquanto. Mas tudo pode mudar...Nada no futebol é definitivo, nada...

Felipe Faria disse...

Cara, vocês sabem que não sou fã do CR. E, principalmente o que eu acho dessa imprensa.

Ele só errou mesmo, uma vez este ano. Quando inventou o Guinazu de meia.

De resto, o trabalho esta sendo bem feito.