segunda-feira, 11 de abril de 2011

CIRCO


É fato que: Circo sem palhaço não existe, e palhaço sem platéia não é palhaço!!

Essa frase ridícula, que acabo de escrever descreve a falta de seriedade em que esta se tornando o futebol no beira-rio. Desculpe-me os amigos e colegas colorados que estão felizes/esperançosos com a chegada de Falcão para comandar o vestiário vermelho. Mas, tenho uma obrigação íntima de sempre ser sincero, no que diz respeito ao futebol. Simplesmente porque eu amo o futebol, e sou apaixonado pelo clube do meu coração, o SPORT CLUB INTERNACIONAL.

- O que esta acontecendo no Beira-rio, é uma palhaçada!!

Estamos, fazendo graça pros outros rirem, é uma insanidade dizer que Falcão é técnico e que irá melhorar um time que esta mal...mal?...porquê? Se, somos o primeiro em nossa chave no campeonato estadual e uma das melhores campanhas na Libertadores da América precisando apenas de seus esforços para se classificar. Pergunto, esta RUIM?

Como já havia dito, tenho um compromisso moral em ser sincero tratando-se de futebol, e tenho que admitir, que ao falarmos de desenpenho - não de resultado - desenpenho mesmo, o técnico Celso Roth estava deixando muito a desejar. Mas, isso já foi dito e redito aqui e la fora, não quero analisar o ex-técnico. E, sim expôr minha preocupação com o futebol colorado, daqui pra frente.

Estamos, prestes a vêr no beira-rio o início de um era desastrosa. Não há nada, neste momento, que me faça pensar diferente. Falcão não é técnico!! Coloquem isso na cabeça de vocês, ele não será a solução dos nossos problemas, é uma palhaçada o que esta acontecendo. O circo foi armado, a platéia é a imprensa, e os palhaços somos nós. Já começaram as provocaçõeszinhas de Renato, as manchetes provocativas e oportunistas.

Preparem-se, daqui pra frente, vai ser isso - da mesma forma que ocorre na azenha, quando as derrotas acontecem o "técnico" azul vem falar de passado, do quando ele é malandro e etc. O passado será a desculpa, Falcão já esta chegando sem pressão. Mas é óbvio, Celso Roth deixou o time em uma zona confortavél nos dois torneios que participa, o elenco é qualificadíssimo. Porque pressão? se ele já chega de sangue-doce e de braços dados com a imprensa.

Como fica o planejamento?

Certo ou errado, o planejamento, no âmbito do futebol, existia com Celso Roth. Agora, com Falcão o planejamento será com o setor de marketing.

Posso até estar pegando pesado, admito, até porque não deixarei de torcer, sorrir e chorar com o meu time, mas isso não esta certo. E, não posso ser conivente com esta situação.

Espero, de coração, estar errado. Mas estamos nos expondo, principalmente no que diz respeito a seriedade do trabalho feito por nossa diretoria ao longo dos últimos anos.

Sendo assim, que Falcão seja bem-vindo! Pois eu estou, como todos os colorados pagando pra ver.

4 comentários:

Poeta Adriano Viaro disse...

Clubes pensando em explorar marketing, enquanto torcedores comemoram o pensamento mágico. Sai um técnico contestado, e entra um comentarista renomado. Sai a certeza de um trabalho focado, e entra a ilusão e, a utopia, de ver quem sabe (é o que está faltando) falcão comemorando um gol! Nossos dirigentes não são mais Carvalho e Pifero. São outros que se aventuraram. Nosso presidente não tem voz nem pulso. E nosso vice quer fazer diferente do que vinha sendo feito, para fugir da sombra dos melhores. Roth não é o supra-sumo; não, claro que não, mas é técnico. Falcão é comentarista, ídolo e ex-atleta! Eu não arrisco a dar palpite, eu dou a letra! NÃO VAI DAR CERTO, embora eu queira de coração estar redondamente enganado.

Felipe Cunha disse...

Bom debate.

Concordo em dois pontos, os quais inclusive já escrevi aqui neste espaço.

Ponto 1: Celso Roth é treinador, e bom treinador.

Ponto 2: Falcão é pensamento mágico.

Mas estes dois pontos, possuem tb seus contra-pontos.

1 - A mudança era necessária, o ambiente entre clube e torcida estava ruim e o desempenho da equipe apesar dos bons resultados era muito abaixo do que se esperava.

2 - Mesmo que a contratação de Falcão seja muito "lúdica", não existe nenhuma proibição que ele não dê certo.

Prefiro apostar em um "pensamento mágico" do que em nomes ultrapassados como Joel Santana, Geninho, Leão, ec, etc, etc.

Com nomes como estes o fracasso é certo, com Falcão pode haver esperança, afinal de contas ninguém sabe do ele poderá ser capaz.

Sobre Siegmann estou gostando muito da sua postura.Esta errado? Tenta de novo. Continua errado, tenta mais um vez. Errou de novo? Tchau e benção.



A nós torcedores, resta torcer.

Felipe Faria disse...

Meus caros, estou vendo que voces pegaram bem aquilo que eu quiz descrever. Porém, o que deixei bem claro foi a minha clara preocupação com a mudança de critérios que Sigman esta instaurando. Isso me preocupa.

Não é o medo de mudança, mas sim a radicalização dos metodos consagrados pela diretoria anterior.

Felipe Cunha disse...

Faria, a direção "anterior" que na verdade "é a mesma" atual, foi a que mais colaborou com a grandeza do clube, inegavelmente.

Dentre milhares de acertos, tb cometeram alguns pecados, o que é normal. Em muitos momento a direção capitaneada por Fernando Carvalho demorou muito para agir, exemplo disso foi com o Tite.

Adenor não precisava ter saído do Beira-Rio com tanta rejeição como saiu. Porém a direção insistiu, insistiu e insistiu, aconteceu que a torcida pegou "asco" do bom treinador Tite. E se tivessemos mudado de treinador uma ou duas rodadas antes, provavelmente Mario Sergio teria levado o Inter ao título nacional de 2009.

Por isso estou louvando Siegmann, não é necessário esperar a casa terminar de pegar fogo para chamar os bombeiros.