sexta-feira, 20 de maio de 2011

BASTA!


Bom minha gurizada, não queria, por motivos óbvios dar força para esse papo xarope de racismo. Não gosto de discutir sobre isso, principalmente com quem não sabe o que esta falando. E, o que aconteceu com Zé Roberto é discriminação racial, e, é crime...e Pronto!

Não vamos ficar aqui discutindo se é falta de desportividade, ou de nobreza de espírito de quem sofre a discriminação.

Joguei bola a minha vida inteira, aqui no estado e fora dele, e nunca um adversário ou seus simpatizantes agiram dessa forma. Isso, não faz parte do futebol. Quem acha isso, deve no minimo rever seus conceitos. E, caso continue pensando assim, que fique calado.

É uma infelicidade, ver tanta hipocrisia em relação ao conceito de racismo. Meus pais sempre me ensinaram a agir de forma equilibrada em relação a isso. Ou seja, jamais se deixar ser destratado, e tão pouco agir de forma extremamente reacionária, em alerta, querendo ver em tudo algo discriminatório.

Mas, o racismo está aí, escondido, comedido. E, pronto pra sair em desabafo. Eu costumo pensar, que quando alguém tenta desclassificar um negro chamando-o de qualquer iconografia comumente usada para ofendê-lo por sua raça. Essa pessoa, simplesmente se sente acuada e diminiuda. Pois, o negro na sociedade, foi sempre vinculado a algo negativo e inferior. E, inconscientemente as pessoas "brancas" reagem de forma agressiva. É o medo do tal bulling.

Entretanto, como disse no começo, é um papo onde não me sinto totalmente a vontade em discutir. Esse blog, é para falar de futebol. Que é a paixão de todos aqui! Onde esta nossa diferença? Somos iguais, perante à Deus e a sociedade.

Portanto, gostaria de encerrar aqui esse parada e vamos falar de futebol, que é o que nos cabe observar e opinar. E, era isso.

Fui!

3 comentários:

Felipe Cunha disse...

Nada melhor que um cara NEGRO e COLORADO se manisfestar sobre o assunto.

Parabéns Faria!

Vamos falar de futebol, mas pode ter certeza que sempre que acontecer estas nojeiras serei um dos primeiros a levantar a bandeira contra o racismo.

Amanhã tem Brasileirão...Feitooo!!

Alcides Ellert disse...

Racismo; Não!

Como eu queria que fosse verdade essa sentença (principalmente nos Estádios de Futebol), e que num período curto de tempo se concretizasse de fato...

Porém, a realidade é muito diferente do meu desejo...

Analisando o que e onde aconteceram a grande maioria dos fatos registrados:

No olímpico e com a torcida gremista (na minha opinião é um grupo pequeno, mas de grande INFLUÊNCIA na torcida e direção).

Assim, mesmo querendo que o racismo seja extinto definitivamente; acredito piamente que vai demorar um "booom" tempo ainda. Entre outros fatores, cito o fator que na minha opinião ajuda muito a fomentar e manter o racismo no olímpico e com o gremio.

Com as vitórias do gremio nas décadas de 80 e 90, criou-se uma geração de gremistas "acostumados" a vencer; eu diria que é mais do que isso... é uma geração que NÃO SABE PERDER e NÃO ACEITA PERDER sob hipótese alguma.
Pior que isso, o culpado é sempre o outro time ou torcida; jamais o gremio (clube e time). Isso faz com que essa geração - mas somente uma minoria que é radical - a tomar atitudes muitas vezes repudiáveis, tais como:
- quebrar o relógio do Centenário Colorado;
- queimar a Bandeira Oficial no Mastro em pleno Beira Rio;
- passar "n" vezes em frente ao Beira Rio e descarregar o "pente de balas" de revólveres contra o estádio (como se ele tivesse culpa);
- em todas oportunidades e em todos os locais possíveis denegrir os torcedores colorados e chamá-los de "macacos" com o intuito de RACISMO, prepotência, arrogância, etc., etc...

Analisando os fatos por esse ângulo e sem o apoio INCISIVO da mídia esportiva (não adianta dizer; não pode, não deve... é preciso PUNIR), ainda escutaremos e veremos fatos como esse por muito tempo, infelizmente.

Felipe Faria disse...

Fala meu pessoal.

Pois é, mas no caso do Zé Roberto.

O jogo estava 1x0 pro gremio.

Então não é uma questão de não saber perder. É pior: de quem não sabe ganhar.