segunda-feira, 22 de junho de 2009

QUARTA-FEIRA HISTÓRICA





Após algumas atuações decepcionantes do GRÊMIO, estamos no início de uma semana que pode marcar uma guinada na história recente do Tricolor da Azenha. Aos que acompanham o futebol e conseguem manter-se longe de críticas que minimizam adversários e conseguem ter discernimento do que é um grande jogo, tenho certeza que terão um grande programa televisivo na próxima quarta-feira.

Esse preâmbulo, foi para afirmar a minha paixão pelo futebol como um todo, indiferente de qual equipe esteja participando. Tenho uma verve tricolor aguçada no meu coração, mas assisto o futebol como um esporte que admiro e consigo tirar o ódio por clube A ou B, e analisar uma partida como algo belo, mesmo que o time que esteja desempenhando esse grande futebol, não seja o clube que amo. Aos que me conhecem de longa data, como o Alexandre e o Felipe sabem da minha postura visceral e irritante num passado recente, mas hoje em dia, eu consigo ver o futebol com devoção.

Na quarta-feira, eu tenho um interesse natural, embora ache muito difícil que o meu clube obtenha sucesso nessa fase. Mas, como disse anteriormente, sei que se o Cruzeiro passar para a final da maior competição sulamericana, a vaga estará em boas mãos.

Outro fato a ser salientado, é que na
Libertadores 2009 não tem nenhum "intruso" nas semifinais da competição, ou seja, o título ficará com um clube que entende o que se passa nesse certame. Que sabe que para ganhar a América, é preciso ter gana e ser competitivo até a última bola.

Programa imperdível na quarta.

6 comentários:

Felipe Cunha disse...

Conforme o Pedro falou tb acho muito difícil que o tricolor gaúcho passe da semi-final diante do Cruzeiro.

Para conseguir isso o Grêmio vai ter que fazer o que não fez o ano inteiro até o momento, CONVENCER!

Quando Autuori chegou eu falei que ele não era do tipo de treinador que "tira leite de pedra" (http://derevesgueiors.blogspot.com/2009/05/ademus-treinador.html#links) e o próprio Paulo Autuori esta confirmando isso. Até o momento não agregou nada ao time, me arrisco até a dizer que a equipe tricolor caiu de rendimento com a chegada do novo comandante.

O Grêmio precisa de qualidade dentro de campo, mas acho que os dirigentes gremistas não corroboram com esta opinião.

Fernando Amoretti disse...

Vou falar sinceramente, o futebol é momento.

Sempre foi. Mas vou dizer. Mesmo com o time limitadíssimo, se o Grêmio segurar o Cruzeiro no Mineirão, empate em 0 x 0, está classificado.

Empate com gols, a raposa não precisa nem vir a Porto Alegre.

Saudações...

Felipe Cunha disse...

Discordo Fernando.

Quando o Cruzeiro venceu o São Paulo no Morumbi deu um salto de maturidade muito grande.

Mas concordo que a chance do Grêmio é arrancar o empate no Mineirão, se perder seja qual for o resultado acho difícil conseguir reverter mesmo que jogando em casa.

Fernando Amoretti disse...

Por isso que eu disse: "SE" o Grêmio segurar o Cruzeiro.
Vamos aguardar.

Sauadações...

Alexandre Oliveira disse...

Acredito que numa semifinal entre brasileiros o respeito é maior. São 2 clubes com uma história vencedora em momentos diferentes. Acho que o Cruzeiro tem mais time, mas isso não significa classificação.

Acho que o duelo do Mineirão poderá definir o confronto, caso o Grêmio não saia de lá derrotado.

Felipe Cunha disse...

Se a tal "imortalidade" existe, essa é a hora de aparecer...