quinta-feira, 5 de maio de 2011

TEM GREMISTA FELIZ?!?!


Para minha surpresa depois da desclassificação colorada na Libertadores, vejo boa parcela de torcedores do Grêmio com sorriso de ponta a ponta estampado no rosto. E justamente na noite em que foi provado que a IMORTALIDADE TRICOLOR é uma das maiores ASNEIRAS dentro das crenças futebolísticas.

A desculpa é que o Grêmio já estava "morto" para enfrentar o Católica e os colorados davam como certa a classificação sobre o Peñarol. Sim, mas e daí?

Os dois estão eliminados. Os dois colocaram fora a Libertadores 2011 e o sonho do TRI Campeonato da América, os dois!

Será que o torcedor do Grêmio considera seu clube menor que o Internacional? Por isso ignora a sua derrota e comemora a tristeza colorada? É isso? O Inter tem mais obrigação de vencer que o Grêmio? Quem esta a 10 anos vivendo de Gauchão e título de SEGUNDA DIVISÃO? É o Internacional?

Me desculpem amigos e leitores gremistas, mas o sentimento de "gloria" neste momento é digno de pena. É o retrato de um clube e de um torcedor acostumado com derrotas e fracassos constantes. Mais uma vez a incompetência tricolor será mascarada por um mal resultado vermelho. Não é mesmo Paulo Odone?

O meu sentimento e dos colorados de forma geral, é de profunda mágoa com derrota para o Penãrol. A desclassificação gremista não passa de um pequeno alento em nossos corações. Nada mas que isso.

Definitivamente, o meu amor pelo Sport Club Internacional é muito maior do que o desejo de ver o Grêmio tomar ferro. Infinitamente maior.

E era isso!

6 comentários:

Igor sausmikat disse...

Engraçado que o quesito rivalidade é o torcedor se preocupar mais com a vida do rival do que nos problemas e soluções do próprio time de coração.E isso acontece aí no Sul,acontece no Rio e em SP e em outras praças também aonde nem em todas vivemos a realidade de tudo.
O Inter teve um total apagão ontem e o Grêmio até que tentou jogar,só que com a defesa que tem..não dá.
Eu vejo um exagero botar obrigação pra Grêmio e Inter de vencerem o Gauchão,é como se acabasse o mundo e fosse o fim do mundo(até para o Grêmio que tem muito o que fazer e arrumar e reforçar também).
Isso acontece!
Abraço
Igor
meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter quem quiser seguir o twitter do blog meu é @blogdoigor05

Felipe Faria disse...

Desculpa esfarraparda é argumento de gremista!

Nelson Willian disse...

a realidade que o atual momento e os últimos anos é critico, para a nação gremista, o inter já passou por isso.

Eu realmente estou feliz pelo Inter não ter passado de fase, porque com o time atual do grêmio eu tinha certeza que ele não ia chegar a final.

e o atual momento do inter é melhor que o do grêmio.

MAs logicamente eu queria o TRI, eu queria um Grenal na próxima fase era isso ou nada para os dois.

O q falta é a torcida ir reclamar... Mas as pessoas gremista como os cidadões Brasileiros, estão tudo acomodado.

Realmente estamos sem desculpas.. e só nos resta ir protestar no portão para pedir time!

Felipe Cunha disse...

Nelson, estou impressionado com teu amadurecimento como torcedor. To falando sério.

Talvez se esta nova geração de gremistas que lota o Olímpico pensasse como tu esta pensando as coisas poderiam a começar a mudar.

Poeta Adriano Viaro disse...

A imortalidade tricolor existe! É a definição dada a todos os jogos FÁCEIS dificultados pelo próprio grêmio, que depois precisa traçar jornadas heróicas para recuperar o tempo perdido! Não me lembro de nenhuma vez onde a imortalidade tenha funcionado contra adversários mais fortes. Sempre times fracos (Caxias, Náutico, Cruzeiro-RS, e outros) que após saírem ganhando (por incompetência gremista), tomam o revés da virada tricolor. A imortalidade não existiu ontem? Não... Ela nunca existiu, estamos apenas diante de um clube capaz de reverter os seus próprios (e reversíveis) erros em batalhas sofríveis. Bem simples assim.

Nelson Willian disse...

Adriano que idade vc tem 10?
se vc for guri novo realmente, não deve se lembrar, nos últimos anos não temos..

Mas nas epocas de
Jardel e Paulo Nunes, ô epoca boa!

De viradas,, e superações!
Saudades..