sábado, 9 de julho de 2011

DERROTA COLORADA


O Internacional não merecia outro resultado em São Jenuário, a derrota foi justa. Talvez o placar tenha sido demasiado, fora isso não dá para reclamar.

Sem articulação, o Inter não conseguiu penetrar na defesa vascaína, Fabrício afundou o meio-campo colorado. O lateral, meia ou volante, sei lá, não aproveitou a oportunidade que teve. Tímido, sem imposição, Fabrício não se encontrou no jogo e comprometeu o meio campo vermelho.

Sem Oscar, a equipe perdeu a verticalidade, voltou ao "toca toca" e não conseguiu ser agressiva no ataque. Damião ficou isolado, Zé Roberto que é MEIA (!!!!!) e não atacante, tentou muito, mas não foi efetivo. Faltou a parceria, faltou Oscar.

Por sorte Andrezinho esta voltando nas próximas rodadas, com Oscar na seleção, D'Alessandro fica sobrecarregado na armação e por consequência o Internacional perde força na frente. Obviamente Andrezinho não é Oscar, mas também não é Fabrício. O Inter definitivamente precisa de Andrezinho.

A inoperância de Guinazú é irritante! Qual a funcionalidade do Cholo atualmente? Correr, correr, correr, marcar, marcar, marcar... E jogar, não precisa?!?!?! O Internacional precisa de um volante que chegue com força na frente. Esse toque de bola excessivo já virou um "câncer" no Beira-Rio. Jogador de futebol tem que ter "tesão" em fazer gol!

Foi uma derrota aceitável pela qualidade do Vasco, mas fica uma sensação que algo a mais poderia ser feito. A notícia boa é que Oscar volta diante do líder Corinthians, um jogo para lá de complicado.

E era isso!

Um comentário:

Fernando Amoretti disse...

O jogo a ser ganho era exatamente esse.
O Vasco tem qualidade sim, mas não mais que o Inter. Deveria ter jogado Oscar.

Perder para o Corinthians no atual momento do time de Tite seria normal, porém na minha visão perder para o Vasco foi um crime.